Entretenimento

Morre o escritor e dissidente tcheco Jan Trefulka

22/11/2012 20h52

O escritor tcheco Jan Trefulka, cujas obras refletem particularmente o desencanto de sua geração, que viveu sob o regime comunista, morreu na madrugada desta quinta-feira (22) aos 83 anos em Berno (leste), anunciou sua família.

Censurado pelo regime totalitário nos anos 1970 e 1980 Jan Trefulka estava nesta época entre os dissidentes que assinaram a Carta 77, o muito corajoso manifesto pelos Direitos Humanos redigido por Vaclav Havel.

"Jan Trefulka fazia parte, com Milan Kundera, Ludvik Vaculik e Arnost Lustig, de uma geração extraordinária para a qual o ofício de escritor era uma missão", declarou esta quinta-feira Miroslav Balastik, chefe de redação da revista literária Host.

Nascido em 1929, Jan Trefulka era amigo de Milan Kundera.

Após o golpe comunista de 1948, foi expulso da universidade por causa de uma brincadeira que terminou mal. Este episódio de sua vida inspirou Kundera, que emigrou para a França em 1975, em seu romance, "A Brincadeira".

Obrigado a ganhar a vida como operário e motorista de trator, Jan Trefulka é autor de livros como "Happiness Rained on Them", (1962), The Criminal Uprising (1978), "Seduced and Betrayed" (1983), entre outros.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo