Entretenimento

Günter Grass elogia israelense que revelou segredos nucleares de seu país

30/09/2012 11h39

BERLIM, 30 Set 2012 (AFP) -O escritor alemão Günter Grass elogia em um livro de poemas publicado neste fim de semana na Alemanha o israelese Mordehai Vanunu, que ficou 18 anos presos em Israel por ter revelado segredos sobre as armas nucleares de seu país.

O poeta alemão de 84 anos classifica Vanunu de "herói e modelo", segundo trechos do poema "Um herói de nossos dias", publicados pela imprensa alemã.

Em 1986, Vanunu revelou informações confidenciais ao jornal britânico The Sunday Times, antes de ser sequestrado pelos serviços secretos israelenses e levado pra Israel, onde foi condenado por espionagem. Foi libertado em abril de 2004, mas impedido de deixar Israel, que nunca admitiu ter um arsenal nuclear, o que é desmentindo por especialistas estrangeiros.

Israel já havia declardo Grass persona non grata depois da publicação em abril de um poema em prosa onde o Nobel de Literatura afirma que o Estado israelense ameaça a paz mundial ao expressar sua intenção de atacar o Irã por causa de seu programa nuclear.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo