Entretenimento

Integrantes da banda Pussy Riot consideradas culpadas de vandalismo

17/08/2012 09h09

MOSCOU, 17 Ago 2012 (AFP) -Um tribunal de Moscou considerou nesta sexta-feira as jovens integrantes da banda punk russa Pussy Riot culpadas de vandalismo por terem invadido, em fevereiro, o altar de uma famosa catedral para cantar uma "oração" de protesto contra o presidente Vladimir Putin.

A juíza Marina Syrova disse que as três jovens "planejaram cuidadosamente" o ato realizado em 21 de fevereiro na catedral de Cristo Salvador.

Em sua decisão, a juíza Syrova repetiu em grande parte os argumentos da promotoria em suas alegações contra Nadejda Tolokonnikova, de 22 anos, Ekaterina Samutsevitch, de 30, e Maria Alejina, de 24.

Além disso, indicou que as três acusadas "não expressaram arrependimento por seus atos, violaram a ordem pública e ofenderam os sentimentos dos crentes".

A sentença ainda será pronunciada.

A promotoria pediu três anos de prisão por "incitação ao ódio religioso".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo