Topo

Entretenimento

Partido de extrema direita francês processará Madonna

15/07/2012 12h23

PARIS, 15 Jul 2012 (AFP) -O principal partido francês de extrema direita, o Frente Nacional (FN), afirmou neste domingo que entrará com uma ação contra Madonna, que projetou no sábado em um espetáculo na França um clipe polêmico no qual aparece a líder do FN, Marine Le Pen.

No clipe de "Nobody Knows Me", projetado no palco e visível pela internet, a líder ultradireitista aparece com uma suástica na testa, pouco antes da aparição de um personagem que lembra Hitler.

"Não podemos aceitar esta infame correlação", declarou à AFP o vice-presidente do FN, Florian Philippot, que assegurou que apresentará a denúncia por "insultos" na semana que se inicia.

A plateia reagiu impressionada no Stade de France no sábado quando a imagem de Le Pen apareceu brevemente em um telão, em um clipe que também mostrou o rosto de Madonna fundindo-se com uma série de figuras públicas, incluindo o papa Bento XVI e o ex-ditador egípcio Hosni Mubarak.

"Uma queixa civil por insulto será apresentada ao tribunal em Bobigny (nordeste de Paris)", disse Philippot à AFP.

A promotora da turnê da cantora, LiveNation, não quis comentar a reação da Frente Nacional.

"Marine Le Pen defende sua própria honra, mas também a dos afiliados, simpatizantes e milhares de eleitores da Frente Nacional", acrescentou.

Madonna conseguiu aquecer o Stade de France, nos arredores de Paris, no sábado, 14 de julho, dia da festa nacional da França, com um espetáculo ao estilo de uma grande missa que incluiu este clipe.

Marine Le Pen obteve no primeiro turno da eleição presidencial francesa de abril 18% dos votos, chegando na terceira posição, atrás do socialista François Hollande, atual presidente, e do ex-presidente Nicolas Sarkozy (direita).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento