Entretenimento

Roubo milionário de joalheria que fabrica Palma de Ouro de Cannes

17/05/2012 15h06

CANNES, França, 17 Mai 2013 (AFP) - Joias no valor de mais de um milhão de dólares destinadas às estrelas que comparecem ao 66º Festival de Cannes foram roubadas na madrugada desta sexta-feira da joalheria suíça Chopard, que fabrica a Palma de Ouro, informou nesta sexta-feira a polícia.

A Palma de Ouro, máxima recompensa do Festival de Cannes, "está a salvo", informaram à AFP os organizadores do evento após o furto milionário.

O roubo aconteceu no hotel Novotel, a 15 minutos do Palácio do Festival, no quarto de um funcionário da joalheria Chopard, indicou a polícia.

Segundo as primeiras estimativas, havia "mais de um milhão de dólares" em joias no cofre, indicou a mesma fonte.

O hotel está situado no Boulevard Carnot de Cannes, em frente a uma delegacia de polícia que estava fechada quando ocorreu o roubo.

Outras fontes vinculadas à investigação indicaram que a vítima do roubo é uma mulher de nacionalidade americana que trabalha para a Chopard e que chegou na véspera dos Estados Unidos.

A mulher retornou ao seu quarto entre as três e as cinco da manhã, momento em que descobriu o crime.

A notícia do roubo se espalhou como um rastilho de pólvora pelos corredores do Festival, no que parecia um remake de "Ladrão de Casaca", de Alfred Hitchcock (1955), onde Cary Grant é um ladrão aposentado que investiga uma série de roubos em grandes hotéis da Costa Azul, incluindo um contra uma rica americana encarnada por Grace Kelly.

Na história real, os ladrões arrancaram o cofre com as joias destinadas às personalidades que iriam exibi-las ao subir a famosa escada que conduz ao Palácio do Festival.

Algumas fontes consultadas se impressionaram de que estas obras de valor tão alto estivessem em um hotel que não pertence ao circuito habitual dos famosos, e que também não estivessem guardadas em uma das lojas da joalheria suíça situada no hotel Martinez, um dos sete principais palacetes da Croisette.

Tanto a Chopard quanto a rede Novotel se negaram a fornecer detalhes imediatos acerca do incidente.

Há anos, a Chopard é a principal joalheria a fornecer as joias que enfeitam as estrelas em Cannes.

Neste ano, a famosa marca suíça de joalheria e relojoaria forneceu, por exemplo, joias ostentadas no tapete vermelho por Julianne Moore, Lana Del Rey, Cindy Crawford, pela atriz chinesa Fan Bing Bing e pela espanhola Blanca Suárez.

A Chopard também fabrica a Palma de 118 gramas de ouro amarelo, de um valor aproximado de 20.000 euros, que será atribuída no dia 26 de maio.

Junto com Los Angeles durante a cerimônia do Oscar, Cannes reúne no momento do Festival, na segunda quinzena de maio, a maior concentração de joias do mundo.

No ano passado, a atriz e produtora argentina Martina Gusmán, membro do júri do 65º Festival de Cannes, foi vítima de um roubo no quarto do luxuoso hotel no qual se hospedava.

Os jogadores de futebol senegaleses Souleymane Diawara e Mamadou Niang, que também estavam em Cannes durante o Festival, foram igualmente assaltados. Os criminosos levaram quatro relógios de luxo de um valor de 400.000 euros, em uma vila situada nos arredores do balneário.

cm/ltl/esb/ma

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo