Entretenimento

Tesouro recuperado após 5 anos de luta judicial chega a Espanha

25/02/2012 14h21

TORREJÓN DE ARDOZ, Espanha, 25 Fev 2012 (AFP) -Após uma difícil briga judicial, o tesouro do navio "Nossa Senhora das Mercedes", naufragado em 1804 e encontrado em 2007 pela empresa americana Odyssey, retornou neste sábado à Espanha, em dois aviões Hércules.

O carregamento de 23 toneladas de moedas de prata e ouro, que partiu do Peru no início do século XIX, nunca chegou na Espanha, já que foi bombardeado por uma frota britânica próximo da costa do Algarve português.

Dois séculos depois, a empresa de exploração submarina Odyssey o encontrou, o recuperou e o levou para os Estados Unidos.

Os aviões, que chegaram ao seu destino às 13H50 (10H50 de Brasília) deste sábado, partiram da base militar aérea americana MacDill, em Tampa.

O tesouro ficará em um hangar sob a responsabilidade da Guarda Civil até ser transportado para outro local mantido em segredo.

O peso total das 595 mil moedas é de mais de 23 toneladas.

Com a chegada do tesouro a base militar de Torrejón de Ardoz, termina uma batalha legal pelo tesouro, avaliado em mais de 500 milhões de dólares, entre a Espanha e a Odyssey. Depois de 5 anos, os tribunais de Washington, Atlanta e Tampa finalmente se posicionaram a favor do país.

O juiz federal Mark Pizzo, do tribunal de Tampa, ordenou a entrega do tesouro e negou o pedido da companhia de ressarcimento dos mais de 412 mil dólares utilizados para a retirada e conservação do tesouro.

A embaixada peruana em Washington entrou com um último recurso, com poucas possibilidades de sucesso, alegando que o tesouro foi retirado de seu país e que por isso pertence ao Peru.

Este é o maior tesouro submarino já encontrado.

A justiça americana considerou desde o princípio que o navio descoberto pela Odyssey, e repatriado sem nenhum aviso as autoridades espanholas, estava sob imunidade soberana espanhola, de modo que nem mesmo aceitou os recursos peruanos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo