Topo

Entretenimento

Fidel Castro se reuniu com intelectuais de 22 países

12/02/2012 08h38

HAVANA, 12 Fev 2012 (AFP) -O líder cubano Fidel Castro se reuniu durante mais de nove horas com intelectuais de 22 países, que se encontram em Havana na Feira Internacional do Livro, aos quais pediu para que lutem pela paz sem se deixar vencer pelo pessimismo, informou a imprensa local.

"É preciso lutar, não podemos nos deixar vencer pelo pessimismo. É nosso dever", afirmou Fidel, que propôs à "intelectualidade de esquerda" transformar essas nove horas de diálogo em um livro.

O portal Cubadebate divulgou 42 fotos do encontro, no qual participaram, entre outros, o Prêmio Nobel da Paz de 1980 Adolfo Pérez Esquivel, o Prêmio Nobel Cervantes 2005, Sergio Pitol, e o teólogo brasileiro Frei Betto.

O historiador e sociólogo americano Peter Phillips qualificou o encontro de "experiência singular".

"Foram nove horas de um rico debate com pensadores e artistas de várias zonas do mundo. O comandante-em-chefe possui uma energia impressionante", declarou Phillips, segundo a agência cubana Prensa Latina.

"Falou sobre ecologia, a imprensa capitalista, entre outros temas de atualidade", completou Phillips, que é professor da Universidad Estadual de Sonoma, na Califórnia, e diretor do Projeto Censurado, que informa sobre temas e problemas pouco abordados ou censurados na imprensa americana.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento