Topo

Entretenimento

Conhecimento do latim ajudou no furo jornalístico sobre renúncia do Papa

11/02/2012 21h11

ROMA, 11 Fev 2013 (AFP) - Uma jornalista da agência de notícias italiana Ansa conseguiu um furo mundial na manhã desta segunda-feira ao ser a primeira a dar a notícia da renúncia de Bento XVI porque entendeu o discurso que o Papa fez em latim para anunciar a decisão que tomou todo mundo de surpresa.

"Nossa 'vaticanista' Giovanna Chirri' escutou o discurso do Papa diante do Consistório", explicou à AFP Luigi Contu, diretor da Ansa.

"Em um determinado momento, ele mudou de assunto e a nossa jornalista entendeu que ele disse estar cansado, que a pressão estava forte demais e que ele iria parar", revela Contu.

Quando ouviu essas palavras do Papa, Giovanna Chirri ligou logo em seguida para o porta-voz do Vaticano, Padre Federico Lombardi, mas não conseguiu entrar em contato com ele imediatamente.

Enquanto ela estava conversando com seus editores sobre a possibilidade de anunciar a notícia baseada em seu próprio conhecimento, Lombardi ligou para ela de volta para confirmar a notícia histórica.

A Ansa divulgou a informação às 11h46 no horário local (8h46 de Brasília) e todas as agências internacionais de notícias internacionais fizeram o mesmo poucos minutos depois.

"Isso mostra que a cultura geral é fundamental para a formação dos jornalistas", comentou Contu.

Giovanna Chirri foi parabenizada pelos colegas nas redes sociais, mas esbanjou modéstia. "O latim de Bento XVI é bem fácil de se entender", postou a jornalista no Twitter.

mle/ljm/plh/lg





Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento