Topo

Entretenimento

Em defesa do Megaupload, Anonymous reivindica seu maior ataque

20/01/2012 15h04

WASHINGTON, 20 Jan 2012 (AFP) -Os hackers do grupo Anonymous afirmaram que o bloqueio, por várias horas, de sites americanos, entre eles o do FBI e do ministério da Justiça dos Estados Unidos, em represália ao fechamento do Megaupload.com, é, até hoje, o seu "mais vasto" ataque.

O grupo, que se apresenta como defensor da liberdade na internet, já tinha anunciado o lançamento de ataques contra os sites do ministério da Justiça americano, da Associação de Gravadoras Americanas (RIAA) e do FBI, que, de fato, permaneceram fora do ar na tarde de quinta-feira e durante parte da noite.

Outro site atacado, o da gravadora Universal Music, continua sem funcionar na tarde desta sexta-feira.

O Anonymous afirmou em um blog que o ataque também tinha como alvo o site da Casa Branca e da Hadopi, autoridade francesa encarregada da luta contra o download ilegal.

Os hackers asseguraram que esta operação é o "mais vasto ataque" realizado, informando, em uma de suas contas no Twitter, que mais de 5 mil pessoas participaram da ação.

Geralmente, os integrantes do Anonymous lançam ataques para derrubar os serviços, que consistem em perturbar o funcionamento de um site mediante a saturação de conexões.

"O dia de ontem foi épico", disse o Anonymous.

Os hackers já estiveram na origem dos ataques contra os sites de cartões de crédito Visa e MasterCard, e da empresa de pagamento PayPal, em resposta à decisão de bloquear as doações para o WikiLeaks. Também já afetou os sites do ministério da Defesa sírio e da Igreja da Cientologia.

A justiça americana ordenou na quinta-feira o fechamento do site Megaupload.com, controversa plataforma de download da internet, acusado de violação dos direitos autorais.

O anúncio do fechamento do Megaupload.com coincide com o debate polêmico nos Estados Unidos sobre o projeto de lei antipirataria, que levou a Wikipedia a interromper o acesso aos seus serviços em inglês e o Google a colocar uma tarja preta sob seu logotipo.

Mas "o ataque contra o Megaupload prova que a polícia não precisa de leis para atacar a internet", considerou o Anonymous.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento