Entretenimento

Milhares de tchecos acompanham corpo de Vaclav Havel

21/12/2011 14h05

PRAGA, 21 dez 2011 (AFP) -Milhares de tchecos de luto assistiram nesta quarta-feira em silêncio a cerimônia de transferência do corpo do ex-presidente tcheco Vaclav Havel, falecido no domingo, para o Castelo de Praga, onde será realizado o funeral de Estado na sexta-feira (23).

Dagmar Havlová convidou pessoalmente os tchecos para participarem da procissão pelo centro histórico de Praga, em tributo silencioso ao seu falecido marido, o herói da luta do povo tcheco pela liberdade e democracia.

Ao longo do caminho, as pessoas colocaram flores no carro fúnebre e aplausos espontâneos soaram.

"Obrigado Vaclav", podia ser lido em um banner colocado na fachada da igreja de São Salvador, onde uma missa de réquiem foi celebrada ontem à noite em memória do arquiteto da "Revolução de Veludo" de 1989.

Colocado em uma carruagem militar puxada por seis cavalos negros, o caixão coberto com a bandeira nacional foi transferido às 10H15 (07H15 de Brasília) para o Salão Vladislav do Castelo de Praga, cenário da primeira eleição de Vaclav Havel para o cargo mais elevado do país, no dia 29 de dezembro de 1989.

"A vida de Vaclav Havel reflete grande parte do século 20, tão difícil e complicado: a guerra, a tomada do poder pelos comunistas, o degelo dos anos 1960, o colapso do comunismo e a construção da nova democracia, a participação do Estado e sua integração nas estruturas europeias e mundiais", declarou o presidente Vaclav Klaus, durante uma breve cerimônia.

Vaclav Havel foi um "grande defensor dos valores da Humanidade, da democracia e dos direitos Humanos, que se revoltava contra o desrespeito destes valores em países ditatoriais", acrescentou.

"A luta pela liberdade e democracia não acabou", disse Klaus.

Em todo o país, as bandeiras foram hasteadas a meio-mastro nesta quarta-feira, o primeiro dia de luto nacional que vai durar até sexta-feira, dia do funeral. é dia de luto também na Eslováquia, onde Havel foi chefe de Estado antes da divisão da Checoslováquia.

Jaroslav Mino, veio a Praga para a ocasião.

"Vaclav Havel era um homem apaixonado pela verdade, não tinha medo de sofrer por isso", disse à AFP este físico nuclear.

Muitos líderes estrangeiros são esperados para o funeral, incluindo o presidente francês Nicolas Sarkozy.

A imprensa tcheca anunciou também a presença da secretária de Estado americano Hillary Clinton e de seu marido, o ex-presidente Bill Clinton e do presidente da Comissão Europeia José Manuel Barroso.

O líder histórico do Sindicato da Solidariedade e ex-presidente polonês, Lech Wales, também é esperado.

A Eslováquia será representada pelo presidente Ivan Gasparovic e a primeira-ministra, Iveta Radicova, enquanto a Rússia, cuja política foi muitas vezes criticada por Vaclav Havel, vai enviar Vladimir Lukin.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo