Entretenimento

Leilão de arte latino-americana em Nova York

France Presse

14/11/2011 19h07

NUEVA YORK, EUA, 14 Nov 2011 (AFP) -Nova York já se prepara para os leilões de outono de arte latino-americana, a partir da noite desta terça-feira, na casa Christie's, seguida pela Sotheby's, na quarta, com a expectativa de uma arrecadação de 18 milhões de dólares.

O catálogo destaca a arte moderna brasileira, incluindo as telas "Bandeirinhas estruturadas" de Alfredo Volpi (avaliada entre 250.000 e 350.000 dólares), e "O Homem a e Máquina", de Di Cavalcanti (entre 200.000 e 300.000 dólares).

Em termos de preços, uma das obras mais significativas é a escultura "Bailarines" do colombiano Fernando Botero (entre 1,5 e 2 milhões de dólares).

Da arte mexicana, destacam-se "Vaca Roja" de Francisco Toledo (avaliada entre 500.000 e 700.000 dólares), "Hombre con un Gran Sombrero" de Rufino Tamayo (entre 400.000 e 600.000 dólares) e "Retrato de Julieta" de Diego Rivera (entre 300.000 e 500.000 dólares).

"A riquíssima representação de gêneros, períodos e países oferece oportunidades excepcionais para os colecionadores neste campo dinâmico", representado pela arte latino-americana, comentou o especialista da Christie's, Virgilio Garza, citado em comunicado.

Já os leilões da Sotheby's, na quarta e na quinta-feira, estarão lideradas por obras de Rufino Tamayo, entre elas "Watermelon Slices", no Museu de Arte Moderna (MoMA) estimada entre 1,5 e 2 milhões de dólares.

"La India Del Lago" do também mexicano Alfredo Ramos Martínez (entre 900.000 e 1,2 milhões de dólares) é incluída no catálogo junto com uma retrospectiva de nove trabalhos do venezuelano Jesús Rafael Soto.

Ainda em destaque, o chileno Matta, com "Esa guerra desnuda" (entre 300.000 e 500.000 dólares), seu compatriota Claudio Bravo ("Seraphim", entre 700.000 e 900.000 dólares) e o cubano Wifredo Lam, com "Bonjour Monsieur Lam (Au Commencement de La Nuit)" (entre 600.000 e 800.000 dólares).

Na quarta-feira passada, foi arrematada por 61,7 milhões de dólares uma pintura do artista abstrato americano Clyfford Still, encerrando uma semana de preços recorde em Nova York, apesar dos vaivéns nos mercados financeiros mundiais.

Durante os leilões de primavera, em maio passado, o mercado de arte latino-americana mostrou ter reencontrado o volume e o impulso anterior à crise financeira e econômica mundial de 2008.

No total, a Sotheby's chegou a arrecadar 27 milhões de dólares, a segunda cifra mais alta registrada num leilão de arte latino-americano; a Christie's conseguiu 22,5 milhões de dólares.

mar/tm/sd

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo