Entretenimento

Grupo Murdoch na Austrália afirma não trabalhar com escutas

France Presse

14/11/2011 08h02

Sydney, Austrália, 14 Nov 2011 (AFP) -Uma investigação ordenada após o escândalo do tabloide News of the World no Reino Unido não descobriu nenhuma prova de escutas telefônicas ou pagamentos ocultos na filial australiana do grupo de Rupert Murdoch, anunciou a empresa.

A News Limited, filial australiana, anunciou no entanto novas normas editoriais que não autorizam o uso de investigadores privados, exceto em circunstâncias excepcionais e com autorização formal da diretoria.

A filial australiana verificou durante três meses todos os pagamentos importantes efetuados desde 2006, após o escândalo das escutas telefônicas no grupo Murdoch no Reino Unido, a News International, que motivou o fechamento do News of the World.

Uma equipe de 26 analistas examinou quase 700.000 transações sem encontrar nenhuma prova de vigilância telefônica ilegal ou de pagamento de funcionários, anunciou o grupo.

ajc/fp

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo