Entretenimento

Conrad Murray condenado por homicídio culposo de Jackson

France Presse

07/11/2011 19h54

LOS ANGELES, EUA, 7 Nov 2011 (AFP) -O doutor Conrad Murray, médico pessoal de Michael Jackson, foi considerado culpado nesta segunda-feira de homicídio culposo do cantor, por um juri reunido na Corte Superior de Los Angeles.

O veredicto foi comemorado pelos fãs do "rei do pop" reunidos diante do tribunal californiano, ao final de seis semanas de julgamento.

"Nós, o juri, consideramos o acusado Conrad Murray culpado de homicídio involuntário" de Michael Jackson.

Quando foi pronunciada a palavra "culpado", se escutou um grito de alegria dentro da sala de audiências, enquanto cerca de 200 fãs de Jackson festejavam do lado de fora do prédio da Corte Superior de Los Angeles.

Conrad Murray ficou sério e não expressou qualquer emoção, como fez durante todo o julgamento.

No tribunal estavam os pais do cantor, Katherine e Joe, assim como vários membros do clã Jackson, incluindo os irmãos do "rei do pop" Jermaine, Rebbie, Joe e La Toya.

lm/ad

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo