Entretenimento

Harold e Kumar voltam ao cinema para detonar com os filmes de Natal

France Presse

03/11/2011 11h21

LOS ANGELES, EUA, 3 Nov 2011 (AFP) -Os disparatados Harold e Kumar, apreciadores da maconha e propensos às catástrofes, voltam aos cinemas no terceiro filme de suas aventuras, desta vez com o objetivo de fazer uma sátira aos tradicionais longas-metragens de Natal.

"A very Harold & Kumar 3D Christmas", que estreia na sexta-feira nos Estados Unidos e Canadá, é o primeiro filme dirigido por Todd Strauss-Schulson.

O primeiro filme da série, "Harold & Kumar Go to White Castle" (de 2004, "Madrugada Muito Louca" no Brasil), foi considerado uma novidade em Hollywood: a primeira comédia para adultos totalmente confiada a um duo de atores saídos de grupos minoritários: o sul-coreano John Cho (Harold) e o americano de origem indiana Kal Penn (Kumar).

Quatro anos depois, com "Harold & Kumar Escape from Guantanamo Bay" (2008, "Madrugada Muito Louca 2"), a dupla aproveitou a onda anti-Bush e arrecadou 40 milhões de dólares nas bilheterias dos Estados Unidos e Canadá.

"Desta vez, o radicalismo reside mais no fato de ter abraçado a tradição de fazer um filme tipicamente natalino", ironizou John Cho na apresentação do filme à imprensa em Los Angeles.

Mas fora a neve, algumas guirlandas e uma árvore de Natal, não há muitas cenas tradicionais no filme, no qual uma garota prova os efeitos sucessivos da maconha, da cocaína e do ecstasy.

"Com certeza mostra coisas cruas, vulgares, grosseiras, mas, apesar de tudo, é um filme de Naatalm com amor e amizade", garante Kal Penn.

"Tentamos tirar qualquer vestígio de cinismo", completou o diretor Strauss-Schulson, que tem formação publicitária.

"É talvez um pouco bobo, bastante perverso, mas também quente e doce, como um filme natalino", disse.

O roteiro mostra os esforços de Harold e Kumar para adquirir uma árvore de Natal, pretexto para uma série de sequências e números cômicos.

Durante suas aventuras, os dois amigos se encontram com o ator Neil Patrick Harris, já presente nos dois episódios anteriores e que interpreta ele mesmo. Ou quase.

"É um pouco o sonho de um ator fazer todas estas coisas malucas", disse à AFP.

O ator, famoso por seu papel na série de TV "How I met your mother", é um dos poucos de Hollywood a assumir a homossexualidade.

Em 2003, quando o primeiro "Harold y Kumar" estava na fase do roteiro, ele ficou sabendo que havia sido incluído no filme como um personagem.

"Eu me preocupei porque não sabia nada sobre o filme. Mas quando li o roteiro, me pareceu divertido. E os atores eram simpáticos, então disse OK".

Atualmente ele é uma figura chave na 'saga', ao interpretar um personagem que, nas palavras dele, "parece comigo, mas não sou eu por completo".

O companheiro do ator, David Burtka, também entrou na brincadeira e aparece no filme.

rr/fp

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo