Entretenimento

Helsinque inaugura sala de espetáculos com novo conceito acústico

31/08/2011 15h52

HELSINQUE, Finlândia, 31 Ago 2011 (AFP) -Helsinque inaugurou nesta quarta-feira uma nova sala de concertos que, após dez anos de construção, deve permitir ao público finlandês ser totalmente "envolvido pela música", graças a um novo tipo de acústica, concebido pelo japonês Yasuhisa Toyota.

O 'Helsinki Music Center', com sua grande sala projetada por Toyota e seus cinco anexos, teve um custo de 188 milhões de euros e substituirá o famoso Finlandia Hall, cuja silhueta, em forma de asa de cisne, desenhada pelo arquiteto finlandês Alvar Aalto fica logo ao lado, mas com qualidades acústicas que deixam a desejar.

A sala principal do Music Center pode receber 1.704 espectadores - inclusive atrás da orquestra - que serão "envoltos pela música" ao invés de simplesmente "olhar a música" no Finlandia Hall, explica à AFP o engenheiro de som Henrik Moeller que participou da elaboração dos anexos.

Os músicos também saúdam as qualidades da nova sala, após os primeiros ensaios para a estreia, em noite de gala.

Tendo tocado 30 anos no Finlandia Hall com a Orquestra Sinfônica da rádio finlandesa, o oboísta P€ivi K€rk€s declarou à AFP ter tido a impressão de "ver a Mona Lisa pela primeira vez" quando ouviu os primeiros acordes se elevarem no Music Center.

"É incrível como os pensamentos transmitidos pelo compositor se animam e flutuam através deste espaço com tanta vida", descreve.

O novo prédio, em frente ao Parlamento, foi projetado por Marko Kivist¶, do escritório de arquitetura finlandês LPR.

Nesta quarta-feira, para a inauguração, na presença do primeiro-ministro Jyrki Katainen, a Orquestra Sinfônica da rádio local interpretou obras do compositor finlandês Jean Sibelius assim como a Sagração da Primavera, de Igor Stravinsky.

"A cultura e a arte são virtudes em si. Representam um bem-estar espiritual e estão na origem de experiências significativas de nossas vidas", declarou Katainen para quem a nova sala é um reflexo da sociedade finlandesa.

O Finlandia Hall passará a ser usado, apenas, para conferências.

A ideia de dotar a capital finlandesa de uma nova sala de concerto foi lançada em 1992 pela Academia de música Sibelius, mas a prefeitura só começou a construção dez anos mais tarde.

A demora deveu-se a controvérsias sobre o financiamento, assim como oposições à destruição de um edifício centenário, substituído pelo prédio moderno.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo