Entretenimento

Jornalista sequestrado no México é encontrado morto

25/08/2011 16h44

MÉXICO, México, 25 Ago 2011 (AFP) -O jornalista Humberto Millán, diretor do jornal online A Discusión, foi encontrado morto nesta quinta-feira, um dia depois de ter sido sequestrado por homens armados na cidade de Culiacán, no noroeste do México, informou a secretaria de Segurança Pública do estado de Sinaloa.

"Há aproximadamente uma hora Millán foi encontrado morto no norte de Culiacán", disse por telefone à AFP um porta-voz da secretaria de Segurança Pública, que pediu para não ser identificado.

Antes desse crime, eram cinco os jornalistas assassinados no México durante o ano, segundo a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), com sede em Washington.

Millán foi encontrado com pelo menos um tiro em uma fazenda da região de Morelia, localizada 3 km ao norte de Culiacán, capital de Sinaloa, acrescentou o funcionário.

O jornalista, de 53 anos e com mais de 30 anos de profissão, tinha sido sequestrado na quarta-feira de manhã quando viajava pelas ruas de Culiacán, cidade de 600 mil habitantes, acompanhado de seu irmão, deixado em liberdade.

Segundo a organização Repórteres Sem Fronteiras, Millán era conhecido por suas fortes críticas ao governo local.

O México é o país das Américas mais perigoso para a imprensa, segundo as Nações Unidas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo