Topo

Entretenimento

Fotógrafo do presidente e três repórteres acusados de espionagem na Geórgia

07/07/2011 12h16

TBILISI, Geórgia, 7 Jul 2011 (AFP) -O fotógrafo oficial do presidente georgiano Mikhail Sakachvili e outros três fotógrafos da imprensa foram detidos nesta quinta-feira em Tbilisi por espionagem e correm o risco de enfrentar "acusações muito sérias", anunciou o ministério do Interior.

"Os detidos são acusados de ter transmitido informações, obtidas graças a seu trabalho, a uma organização que atua sob cobertura para serviços secretos de um país estrangeiro, contra os interesses da Geórgia", afirma um comunicado oficial.

Entre os detidos estão o fotógrafo pessoal de Mikhail Sakachvili, Irakli Guédenidzeh, a esposa deste, Natia, que também é fotógrafa, Zurab Kurtsikidzé, da agência EPA, e Guiorgui Abdaladzeh, funcionário do serviço de imprensa do ministério das Relações Exteriores.

Chakh Aivazov, fotógrafo da agência Associated Press, também foi detido, mas rapidamente liberado, segundo o comunicado.

"Acusações muito sérias serão apresentadas contra eles", declarou à AFP o vice-ministro do Interior, Eka Zgouladzeh, que confirmou uma investigação por suposta espionagem.

As detenções aconteceram na madrugada de quarta-feira para quinta-feira.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento