Entretenimento

ICANN autoriza novos domínios de internet para empresas

20/06/2011 11h08

CINGAPURA, 20 Jun 2011 (AFP) -A instituição que administra os domínios de internet autorizou nesta segunda-feira em Cingapura a utilização de novos domínios para as empresas privadas, que poderão substituir o ".com", o ".net" e outros sufixos pelos nomes da marca, mas após um processo complexo e caro.

O conselho de administração da Corporação de Internet para a Atribuição de Nomes e Números (ICANN, na sigla em inglês), aprovou, em uma reunião em Cingapura e por ampla maioria, a decisão, descartando os temores de que a introdução em massa de novos sufixos provoque confusão na rede.

Os primeiros beneficiários da ampliação - a maior na história da web - podem ser as grandes empresas, entre outras coisas porque os trâmites serão complexos e custarão 185.000 dólares.

"Esta é a maior mudança relativa aos domínios desde a criação do 'pontocom' há 26 anos", afirmou Theo Hnarakis, diretor da Melbourne IT Digital Brand Services, empresa especializada em serviços para internet, que tem sede na Califórnia.

As empresas poderão registrar seus nomes como domínios para substituir os ".com", ".net", ".org" e outros sufixos dominantes atualmente.

O prazo de apresentação de demandas será de 90 dias, a partir de 12 de janeiro de 2012, informou o diretor executivo da ICANN, Rod Beckstrom. E as primeiras aprovações devem ser anunciadas no fim de 2012.

Quase 120 empresas já manifestaram interesse na mudança.

Especialistas do setor opinaram que os primeiros a adotar a decisão serão gigantes corporativos como Apple, Toyota ou BMW, que poderão registrar-se domínios como ".apple", ".toyota" e ".bmw".

A explicação, segundo Hnarakis é que as grandes empresas com um marketing claro e uma estratégia de clientela estarão em condições de explorar seus nomes de maneira mais competitiva".

"As marcas têm que atuar já se desejam postular a um novo nome de domínio, pois o processo não é tão simples como o de registrar um 'pontocom'. É uma tarefa complexa, que requer reflexão e investimento", afirma.

De fato, as empresas terão que desembolsar 185.000 dólares para cobrir os gastos gerados pela adoção do novo programa, explicou a ICANN.

O valor do investimento tem como objetivo dissuadir os especuladores que podem se considerar tentados a comprar sufixos baratos para revendê-los a preços mais elevados, como aconteceu no momento de generalização do uso da rede.

O conselho de administração da ICANN aprovou a iniciativa por 13 votos contra um e duas abstenções, segundo o porta-voz do organismo.

O único voto contrário foi o do administrador George Sadowsky, para quem a "ICANN não tem por missão influenciar na seleção de vencedores e perdedores neste tipo de concorrência".

"E isto é o que estamos fazendo implicitamente", disse.

Outro membro do conselho, Sebastien Bachollet, que votou a favor, admite que "alguns falarão que os novos domínios espalham certa confusão".

"Mas tenho certeza de que temos as ferramentas necessárias para que esta etapa de estresse seja o mais curta possível", acrescentou.

O projeto da medida, aprovado em 30 de maio, descartava que um particular pudesse postular a adoção de um novo domínio.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo