Entretenimento

Polícia russa detém suposto assassino da jornalista Politkovskaya (advogado)

31/05/2011 10h48

MOSCOU, 31 Mai 2011 (AFP) -Rustam Majmudov, o suposto assassino da jornalista russa de oposição Anna Politkovskaia, foi detido na Chechênia, informou à AFP Saidajmet Arsamerzaiev, advogado do irmão do réu, que é apontado como cúmplice no crime.

"Rustam Ruslanovitch, o mais velho dos irmãos Majmudov, foi detido na noite passada em Atshjoi-Martan (zona oeste de Grozny, a capital da Chechênia) na casa de seus pais, fui informado", declarou o advogado de seu irmão, Ibraguim Majmudov.

Rustam Majmudov era procurado há anos pela morte da jornalista opositora Anna Politkovskaya, assassinada a tiros em 2006.

Os investigadores consideram que os irmãos de Rustam Majmudov, Ibraguim e Djabrail, são cúmplices do assassinato, apesar de terem sido absolvidos em 2009 por falta de provas.

No entanto, depois da absolvição, a investigação foi reaberta e os três irmãos foram novamente processados por esse crime, cujo mandante nunca foi identificado.

Anna Politkovskaya era uma das poucas jornalistas russas que denunciavam as violações dos Direitos Humanos na Chechênia e criticava abertamente os abusos do regime de Vladimir Putin, presidente em exercício na época, quando foi assassinada.

Putin foi presidente de 2000 a 2008 e atualmente exerce as funções de primeiro-ministro da Rússia.

A advogada da família de Politkovskaya, Anna Stavitskaya, disse à AFP que as autoridades não a haviam informado sobre a detenção.

"Os investigadores não nos informaram sobre nenhuma detenção", disse a advogada.

Segundo o advogado Saidajmet Arsamerzaiev, a detenção do suposto assassino vai permitir provar definitivamente a inocência dos três irmãos Majmudov.

"É positivo para que a investigação avance, pois os investigadores dizem que o rosto do assassino que aparece nos vídeos de vigilância é o de Rustam e agora vamos ver que não é ele", disse o advogado, que considerou que as autoridades russas não o detiveram antes porque consideram que é inocente.

"Sempre disse que os investigadores não queriam deter Rustam porque sua detenção só confirmaria que ele não é o assassino", declarou Saidajmet Arsamerzaiev.

"E agora fica claro que não era difícil deter Rustam. Estava escondido, é certo, mas o pegaram em sua casa", na Chechênia, acrescentou o advogado.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo