Entretenimento

Jornalista de agência italiana é encontrado morto no Paquistão

31/05/2011 13h01

Roma, 31 Mai 2011 (AFP) -O correspondente no Paquistão da agência de notícias italiana AdnKronos International, Syed Saleem Shahzad, que desapareceu no domingo, foi encontrado morto a 150 quilômetros de Islamabad, indicaram nesta terça-feira em Roma fontes da agência.

A agência havia denunciado na segunda-feira o seu desaparecimento.

O corpo do jornalista foi encontrado pela polícia a poucos metros de seu carro, na região de Sara e Alamgir, a cerca de 150 km da capital, indicou a agência.

Segundo Adnkronos, a família reconheceu "claramente" o corpo do jornalista por meio das fotos enviadas por um repórter local.

Shahzad trabalhava para a agência italiana desde 2004.

Segundo o jornal paquistanês Dawn, ele havia escrito recentemente um artigo para o Asia Times Online no qual denunciava os laços entre a Marinha paquistanesa e a rede terrorista Al-Qaeda.

Em novembro de 2006 foi sequestrado pelos talibãs em Helmand, Afeganistão, enquanto realizava uma reportagem, tendo sido liberado sete dias depois de ter sido submetido a um julgamento por espionagem.

A Adnkronos International foi fundada em 2003, é especializada em mundo islâmico e tem cerca 50 de funcionários na Itália e o mundo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo