PUBLICIDADE
Topo

França: remeter ao Facebook ou Twitter caracteriza 'publicidade ilegal'

31/05/2011 11h37

PARÍS, França, 31 Mai 2011 (AFP) -O Conselho Superior Audiovisual (CSA), órgão regulador francês das telecomunicações, considerou nesta terça-feira que os veículos incorrem em "publicidade ilegal" quando divulgam aos seus telespectadores e ouvintes as suas páginas no Facebook ou Twitter.

O órgão se posicionou após ser consultado por um canal de televisão francês sobre a regulamentação relacionada à publicidade quando "se remete às páginas dedicadas às suas informações nas redes sociais".

O CSA considerou que "indicar a seus telespectadores e ouvintes as páginas dos veículos (de rádio e TV) nas redes sociais sem citá-las possui um caráter informativo, mas dizer quais são as redes sociais em questão assume um caráter publicitário".

O ato constitui violação de um decreto de março de 1992 que "proíbe a publicidade ilegal", afirma o órgão em sua decisão.