Entretenimento

Iraniano Mohamad Rasulof é eleito melhor diretor da mostra "Um Certa Olhar"

21/05/2011 16h33

O júri da seleção "Um Certo Olhar" do Festival de Cannes concedeu neste sábado o prêmio de melhor diretor para o iraniano Mohamad Rasulof por seu filme "Be Omid é didar", recebido em seu nome por sua esposa.

Mohamad Rasulof, de 37 anos, condenado a seis anos de prisão em dezembro de 2010, junto com seu compatriota Jafa Panahi, de 50 anos, foi autorizado na terça-feira pelas autoridades iranianas a deixar o país.

Rasulof está em prisão domiciliar por propaganda hostil ao regime. Jafar Panahi continua detido em sua residência de Teerã.

O Festival de Cannes obteve pouco antes da exibição cópias de "Be Omid é didar" e do filme de Panahi, rodado clandestinamente, "In Film Nist" ("Este não é um filme"), que chegou gravado em um pen-drive.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo