Entretenimento

Libertada a jornalista Dorthy Parvez da Al-Jazeera

18/05/2011 10h05

DOHA, 18 Mai 2011 (AFP) -O canal de televisão Al-Jazeera anunciou nesta quarta-feira que a jornalista Dorothy Parvez, desaparecida na Síria e que passou alguns dias detidas no Irã, foi libertada e retornou a Doha.

"Dorothy Parvez foi libertada, quase três semanas depois de seu desaparecimento após chegar a Damasco para cobrir os protestos contra o governo sírio", anunciou o canal em um comunicado.

"O mistério sobre o desaparecimento de Dorothy Parvez continuou até sua detenção", afirma a nota.

Parvez, repórter que tem as cidadanias americana, canadense e iraniana, trabalha no serviço em inglês da Al-Jazeera. Segundo as autoridades sírias, ela tentou entrar "ilegalmente" no país em 29 de abril com um passaporte iraniano expirado e por isto foi repatriada ao Irã.

Nesta quarta-feira, o procurador-geral de Teerã, Abbas Jafari Dolatabadi, confirmou que a jornalista ficou detida no Irã para "verificação do passaporte".

"Após várias verificações, ela foi liberada na terça-feira", disse.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo