Entretenimento

Morre em Havana jornalista argentino-cubano Jorge Timossi

10/05/2011 09h52

HAVANA, 10 Mai 2011 (AFP) -O jornalista argentino-cubano Jorge Timossi morreu na segunda-feira em Havana, aos 75 anos, vítima de um infarto, informou nesta terça o jornal oficial Granma.

Fundador da Agência Prensa Latina e do Prêmio Nacional de Jornalismo José Martí, Timossi cobriu para a agência importantes acontecimentos regionais, como a ocupação militar americana da República Dominicana em 1965 e o golpe militar contra o presidente chileno Salvador Allende em 1973.

Autor de vários livros de poesia, contos e biografias, entre elas uma dedicada ao polêmico comandante Manuel Piñeiro, "Barba Roja", Tomossi foi também vice-presidente do Instituto Cubano do Livro e diretor da Agência Literária de Direitos Autorais de Cuba.

Por vontade própria, seu corpo foi cremado.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo