PUBLICIDADE
Topo

EUA: 11 acusados de fraude em ofensiva contra pôquer online

15/04/2011 19h00

WASHINGTON, 15 Abr 2011 (AFP) -Onze pessoas foram acusadas de fraude bancária, lavagem de dinheiro, apostas ilegais e outros crimes em meio a uma ofensiva contra três das principais companhias de pôquer online nos Estados Unidos.

Altos executivos das companhias - PokerStars, Full Tilt Poker e Absolute Poker - estão entre os acusados nesta sexta-feira pelo gabinete do procurador do Distrito Sul de Nova York.

Além das acusações, foram emitidas ordens de restrição contra mais de 75 contas bancárias utilizadas pelas companhias de pôquer e seus processadores de pagamentos. Cinco nomes de domínios da Internet utilizados pelas companhias foram embargados.

"Esses acusados, sabendo que seu negócio com os clientes e bancos americanos era ilegal, tentaram continuar", disse a assistente do diretor do FBI, Janice Fedarcyk, em um comunicado.

"Os bancos mentiram sobre a verdadeira natureza de seus negócios. Depois, alguns dos acusados encontraram os bancos dispostos a desobedecer a lei por uma tarifa", indicou Fedarcyk antes de completar que "os acusados apostaram que podiam continuar com seu esquema, e perderam".

De acordo com a acusação, as companhias disfarçaram o dinheiro recebido dos apostadores americanos como pagamentos a sites inexistentes, fingindo vender mercadorias como bolas de golf.