PUBLICIDADE
Topo

"Filmfest DC" celebra 25 anos

07/04/2011 11h33

WASHINGTON, 7 Abr 2011 (AFP) - "Limitar sua dieta de cinema apenas aos filmes de Hollywood não é bom para a saúde", afirma Tony Gittens, presidente do "Filmfest DC", um dos festivais internacionais de cinema mais importantes dos Estados Unidos, que este ano completa 25 anos.

O "Filmfest DC", que a cada ano atrai 25.000 espectadores que pagam ingresso nas salas de cinema da capital americana, apresenta de 7 a 17 de abril quase 80 películas de 25 países.

"Em 25 anos, apresentamos em Washington centenas de filmes de todo o mundo que, de outro modo, não teriam sido assistidos", disse Gittens à AFP.

"Somos um dos festivais de filmes internacionais mais antigos dos Estados Unidos. Não estamos motivados por considerações comerciais, não somos um mercado de cinema. Nossa prioridade é a qualidade e a diversidade dos filmes apresentados", completou.

Vários filmes estrangeiros serão exibidos durante o festival, incluindo o egípcio, "Hawi", de Ibrahim el Batout, o argentino "Rehén de ilusiones", de Eliseo Subiela, e o indiano "The Quest" de Moner Manush.

Tradicionalmente, o festival tem uma mostra de documentários e filmes de ficção relacionados à defesa dos direitos humanos.

"Sem o festival, os moradores de Washington não veriam todos estes filmes", insistiu.

"O mundo é amplo e quanto mais conhecermos as outras culturas, melhor será. O cinema é uma janela para o mundo, a forma de arte do século XXI, agora todo o mundo se informa de maneira visual", declarou Gittens, que já foi condecorado em Paris pelo papel de promotor do cinema mundial.

A França terá 15 filmes no festival, entre eles "Potiche", comédia de François Ozon com Catherine Deneuve e Gérard Depardieu, longa-metragem de abertura do festival.