Entretenimento

Oposição argentina quer ouvir ministra por bloqueio ao Clarín

30/03/2011 14h51

BUENOS AIRES, 30 Mar 2011 (AFP) -A oposição argentina propôs nesta quarta-feira a interpelação judicial da ministra da Segurança, Nilda Garré, para explicar sua inação e passividade ante o protesto trabalhista de domingo que impediu a circulação do jornal Clarín.

Apesar de convocada, ela não se apresentou à Câmara de Deputados para se explicar.

"Pretendíamos que a ministra falasse a três comissões (da Câmara de Deputados) mas ela preferiu não se apresentar. Demos a oportunidade, agora vamos mais além", advertiu o deputado peronista opositor, Gustavo Ferrari.

Domingo, cerca de cem manifestantes, que se identificavam como trabalhadores demitidos dos jornais Clarín e La Nación, impediram por quase 12 horas a distribuição normal dos jornais de maior circulação na Argentina.

Os adversários do governo e críticos da presidente Cristina Kirchner exigem que a ministra explique por que as autoridades nada fizeram para desarticular o protesto.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo