Entretenimento

Protesto atrapalha distribuição dos jornais argentinos Clarín e La Nación

27/03/2011 15h53

BUENOS AIRES, Argentina, 27 Mar 2011 (AFP) -Cerca de cem manifestantes que se identificaram como trabalhadores demitidos dos jornais Clarín e La Nación dificultaram por quase 12 horas a distribuição normal dos dois matutinos de maior circulação na Argentina.

O piquete junto às gráficas também impediu a distribuição do jornal esportivo Olé, do grupo Clarín.

O movimento foi dispersado, no entanto, sem que fosse necessária a intervenção da polícia.

Os dois jornais sofreram nos últimos anos com denúncias sobre a suposta intenção do governo de controlar a mídia crítica.

O diretor da Liberdade de Imprensa da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), Ricardo Trotti, classificou o bloqueio de hoje como uma "flagrante violação à liberdade de imprensa", segundo o Clarín em sua edição digital, acrescentando que o fato de a polícia não ter intervido é algo muito preocupante.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo