Topo

Entretenimento

EUA: associação de luta contra a Aids presta homenagem a Liz Taylor

23/03/2011 14h10

WASHINGTON, 23 Mar 2011 (AFP) -A atriz Elizabeth Taylor, falecida nesta quarta-feira aos 79 anos, deixa uma "herança monumental" em matéria de apoio à pesquisa contra a Aids, destacou a amfAR, uma das principais associações americanas de luta contra a doença.

"Ela era, sem nenhuma dúvida, uma das personalidades que mais inspiraram a luta contra a Aids", destacou a amfAR (American Foundation for AIDS Research) sobre a atriz hollywoodiana, que se tornou militante do combate à doença, presidindo também ações internacionais da organização.

"Ela deixa uma herança monumental que permitiu prolongar e melhorar a vida de milhões de pessoas e que enriquecerá outras, nas próximas gerações", destacou a associação.

Liz Taylor esteve ao lado das vítimas da Aids desde os anos 1980.

Nenhuma outra celebridade, exceto talvez a princesa Diana, foi tão comprometida no levantamento de recursos para financiar a pesquisa contra a doença, numa época na qual causava medo e as pessoas enfermas eram estigmatizadas.

A amfAR foi fundada em 1985, ano em que um outro astro de Hollywood, o ator Rock Hudson, amigo de Liz Taylor, morreu de complicações ligadas à Aids.

Elizabeth Taylor lançou sua própria Fundação contra a Aids em 1991, tendo recebido, no ano seguinte, o prêmio Jean Hersholt.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento