Entretenimento

New York Times põe em prática o novo plano de assinatura digital

17/03/2011 17h04

NOVA YORK, 17 Mar 2011 (AFP) -O jornal americano New York Times revelou nesta quinta-feira seu novo plano de assinaturas, no qual começará a cobrar pelo acesso completo e consultas a mais de 20 artigos por mês a seu site.

A partir de 28 de março, os internautas que desejarem consultar mais de 20 artigos por mês terão três opções de pagamento mensal: 15 dólares para ter acesso ao site por telefone, 20 dólares para o caso de computador ou tablet, e 35 para qualquer suporte digital.

O editor Arthur Sulzberger, anunciou a passagem ao modelo de assinatura digital em carta aberta aos leitores, publicada no NYTimes.com, o site do jornal, que recebe mais de 30 milhões de visitas por mês.

"É uma etapa importante que esperamos ser considerada por vocês como um investimento no Times, reforçando nossa capacidade de fornecer jornalismo de alta qualidade a nossos leitores de todo o mundo em qualquer plataforma", diz a carta.

Os assinantes da edição em papel do jornal ou do International Herald Tribune, não vão precisar pagar adicional pela edição digital.

O Wall Street Journal (de News Corp.) é atualmente o único diário importante dos Estados Unidos que cobra dos leitores o acesso completo a seu site.

O britânico Financial Times também cobra pelo acesso completo a sua página, possuindo mais de 200.000 assinaturas digitais.

No entanto, muitos editores de jornais americanos mostraram-se reticentes a adotar a assinatura paga de seus sites, por temor que isso reduza o número de visitas e, portanto, a perda de receita com a publicidade on-line.

Dan Kennedy, professor de jornalismo da Universidade Northeastern de Boston e autor do blog Media Nation, disse que o anúncio do Times é "bastante parecido com o que esperávamos".

"Não sei se 20 artigos mensais é o número correto", dijo Kennedy, embora o Times sempre possa ajustá-lo para mais ou para menos.

No entanto, "é um enfoque inteligente e sutil conseguir que os usuários mais fiéis do conteúdo on-line paguem por isso, sem deixar de lado os chats gratuitos, com comentários sobre as notícias", disse.

"Acho que muita gente está disposta a pagar pelo Times e por nenhum outro meio", disse.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo