Entretenimento

China ocupa o segundo lugar no mercado mundial de arte

16/03/2011 14h51

HAIA, 16 Mar 2011 (AFP) -A China já ocupa o segundo lugar no mercado mundial de arte e antiguidades, suplantando o Reino Unido, segundo relatório publicado pela maior feira de antiquários do mundo "The European Fine Art Fair" (Tefaf), que abre suas portas nesta quinta-feira, em Maastricht (sul da Holanda).

A Tefaf falou em comunicado de "uma mudança sísmica da distribuição geográfica" deste mercado.

"As vendas em leilões na China seguem em aumento, tendo registrado cerca de 6 bilhões de euros no total", precisa a Tefaf.

Os Estados Unidos mantêm o primeiro lugar, com 34% das partes do mercado mundial de arte e antiguidades.

O Reino Unido, primeiro na Europa, mantém cerca de 60% do mercado europeu, longe da França, em segunda posição.

Cerca de 260 expositores participam da 24a edição da Tefaf, que vai leiloar um quadro de Rembrandt, "Portrait d'un homme avec les mains sur les hanches", pintado em 1658 e avaliado em 33,9 milhões de euros.

Um quadro do pintor francês Auguste Renoir, "Femme cueillant des fleurs", estimado em 10,8 milhões de euros, também será colocado à venda.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo