Topo

Entretenimento

Karl Lagerfeld "furioso" contra Galliano, processado por ofensa racial

03/03/2011 14h41

PARIS, 3 Mar 2011 (AFP) -O estilista alemão Karl Lagerfeld rompeu o silêncio incômodo, observado no mundo da moda, ante as recentes declarações de John Galliano, dizendo-se "furioso" contra seu colega britânico, processado em Paris por injúria.

Em entrevista ao jornal americano Women's wear daily ele afirmou "estou furioso, se vocês quiserem saber, furioso de que isto tenha podido acontecer".

John Galliano, diretor artístico da Maison Dior, em estado de embriaguês proferiu ofensas raciais e antissemitas. Ele nega os fatos e entrou com uma queixa por difamação, apresentando desculpas na quarta-feira.

"A questão, agora, não é nem saber o que ele disse verdadeiramente. A imagem e as palavras correram o mundo, uma imagem horrível da moda que leva a pensar que os estilistas, em seu conjunto, pareçam com isto", acrescentou Lagersfeld.

No mundo dos negócios, "principalmente com a internet, deve-se ser ainda mais prudente, em particular quando se é uma figura pública. Não se pode ir para a rua em estado de embriaguês, há coisas que não se pode fazer", destacou Karl Lagerfeld, diretor artístico da casa Chanel.

"Estou furioso contra ele também pelo prejuízo causado ao grupo LVMH e a Bernard Arnault", proprietário da Dior, disse.

Vários estilistas, ouvidos pela AFP, preferiram não reagir publicamente à questão. Nos corredores o belga Dries Van Noten simplesmente declarou à AFP: "acho tudo isto muito triste".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento