Entretenimento

Feira de arte contemporânea de Madri quer deixar crise para trás

16/02/2011 16h55

MADRI, 16 Fev 2011 (AFP) -A Feira Internacional de Arte Contemporânea de Madri (ARCO) abriu nesta quarta-feira sua trigésima edição, disposta a deixar para trás a crise econômica e esperando ser um oásis em um tempo de austeridade.

"Tem havido tal nível de contenção de gastos que as pessoas agora estão tentando comprar coisas que antes não compravam, por isso acho que a ARCO pode ser um parêntese nesta época tão austera que todos temos tido", afirmou o diretor da feira, Carlos Urroz, com otimismo compartilhado pelos galeristas presentes nesta feira de arte contemporânea.

Diante do volume de produção anterior, "a crise contribuiu para dar algo de perspectiva" ao mercado de arte, disse Alejandra von Hartz, diretora de uma galeria de Miami, uma das 197 vindas de 26 países representadas no pavilhão de eventos Ifema, em Madri.

O número de expositores reunidos na ARCO é inferior ao de anos anteriores, mas com a novidade de duas exposições comissionadas, uma dedicada a jovens artistas europeus e outras a galerias e artistas latino-americanos.

Os organizadores da feira, que este ano tem a Rússia como país convidado, são conscientes, apesar do seu otimismo, de que a situação econômica ainda não está para a euforia, razão pela qual têm procurado novos sistemas para incentivar a compra de arte.

Assim, os visitantes que vierem à ARCO poderão fazer uso de serviços como o 'First Collector', que presta assessoria a quem quiser se iniciar no mundo dos colecionadores, e da ampliação da variação de preços, que vão de 420 a mais de um milhão de euros.

Além disso, a Arco se renova com a presença nas redes sociais e a criação de aplicativos oficiais para 'smartphones', que permitem ao público planejar sua visita e compartilhar suas impressões on-line.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo