Entretenimento

Hillary Clinton pede liberdade no acesso à Internet

15/02/2011 21h44

WASHINGTON, 15 Fev 2011 (AFP) -A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, renovou nesta terça-feira seu apelo à liberdade de conexão à Internet, ao assinalar que os países que reprimem a atividade on-line arriscam-se a sofrer uma reação, como na Tunísia e no Egito.

Em discurso na Universidade George Washington, ela também disse que a publicação dos telegramas diplomáticos secretos americanos pelo site Wikileaks foi um "latrocínio" e que isto nada tem a ver com o compromisso americano com uma internet aberta.

Hillary também disse que os Estados Unidos apoiam as "liberdades de expressão, reunião e relacionamento on-line", ao mesmo tempo em que conclamou outras nações a fazer o mesmo.

"Este é um momento crítico", disse. "As escolhas que fizermos hoje determinarão como será a internet no futuro".

Assinalou que os Estados Unidos continuarão ajudando "os povos que vivenciarem um clima opressivo em relação a seu uso", uma vez que a tecnologia permite burlar a censura.

Acrescentou que os protestos no Egito e Irã, alimentados por Facebook, Twitter e YouTube, refletem o poder das tecnologias de conexão como um acelerador das mudanças política, social e econômica".

"Os que reprimem a liberdade na Internet podem ser capazes de bloquear a plena expressão dos anseios de um povo por um tempo, mas não para sempre", comentou.

Considerou que os "esforços para pôr um freio à rede acarretam "uma variedade de custos morais, políticos e econômicos".

Clinton mencionou China, Cuba, Irã, Mianmar, Síria e Vietnã como países que restringem o acesso à Internet ou detêm blogueiros que criticam o governo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo