Entretenimento

Jornalista demitida por relacionar o presidente mexicano com alcoolismo

08/02/2011 09h00

CIDADE DO MÉXICO, 7 Fev 2011 (AFP) -A jornalista mexicana Carmen Aristegui, uma das comunicadoras mais populares do país, foi afastada de seu programa de rádio por "transgressão do código de ética", informou a emissora.

Aristegui, por sua parte, informou que o motivo de sua saída foi o fato de ter comentado uma informação que vinculava alcoolismo à presidência mexicana. A jornalista se referia a um cartaz exibido pelo minoritário Partido do Trabalho na câmara de Deputados que provocou a suspensão da sessão legislativa.

No cartaz estava escrito: "Você deixaria um bêbado dirigir seu carro? E por que o deixa dirigir o país?".

A jornalista comentou o episódio durante seu programa, enfatizando que o fato merecia uma resposta oficial da presidência do México.

A empresa patrocinadora do programa pediu o afastamento de Aristegui argumentando que o código de ética os obriga a "rejeitar a apresentação e difusão de rumores como notícia".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo