Topo

Entretenimento

AFP apresenta seu projeto 2010-2020 com ênfase no crescimento na internet

28/01/2011 11h03

PARIS, 28 Jan 2011 (AFP) -A Agência France-Presse (AFP) apresentou esta semana seu plano de prioridades para a próxima década, que inclui incrementar sua atuação na internet, explicou seu presidente, Emmanuel Hoog, em encontro com a imprensa.

Neste projeto, o mercado brasileiro e indiano são alvo de especial atenção por parte da AFP por seu potencial de crescimento no setor.

No encontro com os jornalistas realizado na quinta-feira, Hoog insistiu na necessidade de a AFP "ganhar notoriedade na internet, em particular no exterior".

"A presença da AFP na internet é uma questão legítima e nossa marca deve se desenvolver no exterior através de modelos de crescimento como iPad, iPhone e internet", acrecentou, citando, além disso, as agências Associated Press (EUA), Thomson Reuters (Inglaterra/Canada), Notimex (México), Novosti (Rússia), ANSA (Itália), DPA (Alemanha) e o Estadão.

Em uma página da agência aberta ao público, se tentará oferecer cerca de cem notas diárias, ou seja, a metade do que geralmente é proporcionado pelos sites clientes da AFP, declarou Hoog.

A estratégia da AFP para o período 2010-2020 se baseia em 15 produtos prioritários, entre eles o vídeo, que terá sua produção triplicada em dois anos. Hoje em dia, a AFP-TV produz cerca de mil vídeos mensais em sete idiomas.

Além dos mercados brasileiro e indiano, a AFP dará maior atenção ao desenvolvimento de seu serviço em idioma árabe.

"A AFP ocupa 55% do mercado da imprensa em árabe", afirmou Hoog, explicando que esse desenvolvimento será realizado através de uma produção original em árabe e um aumento do volume, que atualmente é de 200 notas por dia.

A AFP também redefinirá sua associação com a imprensa francesa, uma vez que renegociou no ano passado vários contratos com seus clientes franceses.

"É uma questão de refletir sobre nossas ofertas, que devem se adaptar melhor às necessidades de nossos clientes", concluiu.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento