Entretenimento

Veterano apresentador Larry King pendura os suspensórios

16/12/2010 12h08

LOS ANGELES, 16 dez 2010 (AFP) -Larry King, o veterano entrevistador da rede americana CNN, vai pendurar os célebres suspensórios nesta quinta-feira, depois de 25 anos recebendo em seu programa os poderosos e famosos do mundo.

O jornalista de 77 anos, que será substituído pelo britânico Piers Morgan, começou a apresentar o "Larry King Live" na emissora americana em 1985.

"Assisti Larry King na maior parte dos últimos 25 anos e o considero um dos maiores entrevistadores de todos os tempos. Sempre sonhei em vestir seus suspensórios", declarou Morgan.

Larry, que sempre alternou suas entrevistas entre o alto escalão da política e a fofoca de celebridades, receberá nesta última semana de programa a cantora Barbara Streisand e o ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair.

Nascido Larry Zeiger no bairro nova-iorquino do Brooklyn, o ícone da CNN tornou-se uma das figuras mais conhecidas da televisão americana. Ele começou a carreira como apresentador de um programa de rádio.

Ao longo das últimas décadas, o apresentador de voz grave entrevistou todo mundo que importa, incluindo todos os presidentes dos Estados Unidos desde Gerald Ford.

Entre os destaques de sua longeva carreira estão as entrevistas com o fundador da revista Playboy, Hugh Hefner, cercado de "coelhinhas", e com o boxeador Mike Tyson, dentro do ringue da arena MGM Grand em Las Vegas, além do líder palestino Yasser Arafat.

Há quem critique seu estilo de entrevista por ser pouco incisivo, mas outros argumentam que é justamente graças a isto que ele deve os principais furos de sua carreira, que ajudaram a CNN a consolidar sua credibilidade nos primeiros anos.

Vencedor do prêmio Emmy, Larry King contabiliza mais de 40.000 entrevistas ao longo dos anos. Recentemente, quebrou o recorde mundial por capitanear o programa de entrevistas mais longevo no mesmo horário com o mesmo apresentador do mundo.

Para celebrar os 40 anos de profissão, a Tinsel Towm homenageou Larry King em 1997 com uma estrela na Calçada da Fama no Hollywood Boulevard.

Ao contrário do programa, no entanto, a vida privada do apresentador não é nada estável: em abril, ele entrou com um processo de divórcio de sua sétima mulher, Shawn Southwick, alegando "diferenças irreconciliáveis".

E, apesar de Shouthwick ter sido a sétima mulher de Larry, este será seu oitavo divórcio, já que ele se casou e separou-se duas vezes de Alene Akins.

Desde que ele anunciou a aposentadoria, no início do ano, várias homenagens já foram organizadas por seus fãs.

"Sentiremos falta da risada de Larry. Sentiremos falta dos suspensórios estúpidos de Larry", escreveu a colunista Lisa de Moraes, do jornal Washington Post.

"Sentiremos falta de como, às vezes, ele não faz ideia de quem está entrevistando. Nunca haverá outro como Larry", acrescentou.

O último programa de Larry King será gravado nos estúdios da CNN em Los Angeles na Sunset Boulevard e irá ao ar nesta quinta-feira às 18H00 no horário da costa oeste americana (00H00 de Brasília).

A CNN já informou que reservou muitas surpresas para ele na despedida.

Larry, no entanto, insiste que não está se aposentando.

Ele já assinou contrato para participar de quatro "especiais" por ano para a CNN, e anunciou que aumentará sua dedicação ao trabalho beneficente do qual participa.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo