Topo

Música

Trump enfrenta críticas por dizer que Aretha Franklin "trabalhou para ele"

SAUL LOEB/AFP
Donald Trump, presidente dos Estados Unidos Imagem: SAUL LOEB/AFP

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

17/08/2018 16h45

Um pronunciamento do Presidente Donald Trump sobre a morte da cantora Aretha Franklin causou revolta nas redes sociais nesta sexta-feira (17). Durante uma reunião de gabinete acompanhada por repórteres, Trump mencionou que Franklin "trabalhou para ele em diversas ocasiões".

"Eu quero começar o dia de hoje expressando minhas condolências para a família de uma pessoa que eu conhecia bem", disse Trump. "Ela trabalhou para mim em diversas ocasiões. Ela era incrível, Aretha Franklin. Ela trouxe alegria a milhões de vidas e seu legado extraordinário vai continuar inspirando muitas gerações".

AFP
Aretha Franklin estava com 76 anos e enfrentava câncer no pâncreas Imagem: AFP

Como notado pela "Billboard", é possível que Trump se referisse a duas ocasiões em que Franklin cantou em seus cassinos e hotéis: em 1980, no Trump Castle; e na década de 1990, no Trump Taj Mahal Casino Resort.

Leia mais:

Mesmo assim, a frase do presidente não agradou muitos dos fãs de Franklin. Postando um vídeo do momento, a jornalista Holly Figueroa perguntou: "Temos certeza que Trump sabe quem Aretha Franklin era?".

O ativista Ryan Knight também respondeu ao comentário do presidente: "Vamos deixar algo claro. A Rainha do Soul não trabalhava para ninguém. O que ela fazia era generosamente dividir sua voz e sua alma com o mundo. E nós estamos muito melhores por isso".

Outro jornalista, Jeffrey St. Clair, comparou o tom de Trump com o dos antigos escravocratas: "Quando Trump diz que Aretha 'trabalhou' para ele, ele fala com a arrogância de um dono de escravos".

Editora do site "The Daily Beast", Goldie Taylor resumiu a revolta dos fãs nas redes sociais: "Não seria surpresa nenhuma descobrir que Aretha Franklin cantou em um evento para Trump anos atrás. Mas ele dizer que ela 'trabalhou para ele', dessa forma, carrega uma conotação muito clara. Revela como Trump a enxergava e tira dela o respeito que ela merecia por seu impacto cultural".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!