Topo

Música


Após disputa judicial, filho lamenta morte de Marciano: "Foi morar com Deus"

Reprodução/Montagem
Fabiano Martins e o pai, o cantor sertanejo Marciano Imagem: Reprodução/Montagem

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

18/01/2019 08h31

O cantor Fabiano Martins, que foi reconhecido pela Justiça como filho do sertanejo Marciano após exame de DNA, anunciou e lamentou a morte do veterano artista. Em seu Instagram, Fabiano destacou que eles não tinham uma boa relação, mas prestou homenagem a Marciano.

Marciano teve um infarto na madrugada desta sexta-feira (18) e morreu aos 67 anos, em São Caetano do Sul (SP).

"Todos que me conhecem sabem da péssima relação que eu tinha com meu pai, mas estou muito triste com essa notícia", disse Fabiano Martins, abrindo o post. 

"Por mais que fôssemos afastados, era meu pai. Morre um dos maiores cantores sertanejo desse país. E é com uma imensa tristeza que informo ao meus amigos que meu Pai sofreu um infarto fulminante nessa madrugada e foi morar com Deus", adicionou o cantor.

Marciano já havia acompanhado a morte de João Mineiro, sua dupla nos discos e palcos, e atualmente tinha parceria com Milionário, que também perdeu o companheiro José Rico.

"João Mineiro e Marciano ficará eternizado em nossos corações", concluiu Fabiano. Marciano ficou famoso por canções lendárias do sertanejo, como "Fio de Cabelo" e "Crises de Amor", "Paredes Azuis" e "Menina Escuta Meu Conselho".

A polêmica

Fabiano Martins e Marciano travaram disputas públicas, sendo que o filho criticava o pai pelo tratamento recebido e disse que a relação piorou depois que ele foi reconhecido pela Justiça, inclusive como herdeiro.

"Nem de pai dá para chamar mais ele. Pede R$ 20 mil de indenização, ao invés de pedir perdão para mim, recorre, e vai perder de novo", disse, em entrevista ao "Superpop", em 2018, referindo-se à ação por dano moral movida por Marciano no ano passado. "Depois que me tornei herdeiro dele, pegou mais ódio ainda. Nunca fui atrás de R$1 do meu pai, mas não vou abrir mão da herança, tenho o mesmo direito da filha dele."

Em entrevista ao programa "Câmera Record" em junho de 2016, Fabiano Martins contou que só descobriu que estava sendo intimado quando foi a uma concessionária tentar comprar um carro. Ao negar um financiamento, o vendedor disse que havia um processo na Justiça contra ele. "O autor é José Marciano, sabe quem é?", teria perguntado o funcionário. "Sei, é meu pai", respondeu Fabiano.