Topo

Entretenimento

Jovens Titãs, atacar! As diferentes encarnações do time de super-heróis

Reprodução/Montagem UOL
Os "Jovens Titãs" já viram diversas adaptações na mídia ao longo dos anos Imagem: Reprodução/Montagem UOL

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

12/10/2018 10h18

Nesta sexta-feira (12), a DC Comics estreia seu mais novo projeto: o seriado "Titãs", uma versão live-action do famoso time de super-heróis.

É o primeiro projeto do novo serviço de streaming da DC, atualmente disponível apenas nos Estados Unidos. No Brasil, a série chega via Netflix, e ainda não tem uma data de estreia definida. Então prepare-se, pois a qualquer momento os titãs podem chegar por aqui.

Ao longo dos anos, o time de jovens justiceiros, que começou de forma discreta nos anos 60, foi ganhando notoriedade e explodiu de vez nos anos 80 com o lançamento de "Os Novos Jovens Titãs".

Os quadrinhos introduziram ao time personagens como Estelar, Ravena, Ciborgue e Mutano, que até hoje são os mais famosos do grupo ao lado de Robin, o famoso parceiro de Batman. A aclamação definitiva veio com o lançamento da história "O Contrato de Judas", que consolidou o grupo como um dos mais queridos do público.

A equipe de super-heróis foi crescendo, ganhou diversos integrantes --como a dupla Rapina e Columba, que integra o elenco da nova série-- e ganhou espaço na mídia, com diversas encarnações nos mais diferentes meios.

De todos os personagens dos Jovens Titãs, sem sombra de dúvida Robin foi o que mais viu encarnações em diferentes mídias ao longo dos anos. Só nos quadrinhos, diversas pessoas já assumiram o manto do menino prodígio.

O primeiro de todos, Dick Grayson, é o que costuma ser o mais badalado e é, inclusive, aquele que aparecerá na série "Titãs" --nos quadrinhos, é ele um dos responsáveis pela fundação do time.

Mas os outros membros também já desfrutaram de diferentes versões e a equipe viu sua popularidade aumentar na mídia.

Relembramos algumas das encarnações dos Jovens Titãs que já foram retratadas ao longo dos anos.

  • Reprodução

    Os primeiros titãs

    Talvez a adaptação mais icônica e comentada deste time de super-heróis, o desenho "Teen Titans" ("Jovens Titãs") conseguiu angariar uma verdadeira legião de fãs. A animação começou com uma recepção morna, mas rapidamente também cativou os críticos, se tornando uma das séries mais bem-sucedidas do canal pago Cartoon Network.

    Com um humor que se assemelha às produções de anime, "Jovens Titãs" foi marcada por sua fidelidade aos quadrinhos, além de suas histórias envolventes. O resultado foi tão expressivo que a série acabou tendo influência sobre os próprios quadrinhos e sobre os rumos dos personagens. Por exemplo, a expressão "azerath metrium zinthos", palavras mágicas faladas por Ravenna, ficaram tão famosas que viraram meme.

    Com esta adaptação, os personagens começaram a se espalhar pela mídia, e a composição do time nela mostrada se tornou a mais famosa.

  • Divulgação

    Os (muito) bem-humorados

    Com uma abordagem mais cômica, os Jovens Titãs retornaram ao Cartoon Network em uma versão mais leve --até o estilo de desenho mudou. Com "Teen Titans, Go!" ("Jovens Titãs em Ação"), as histórias são mais centradas na vida dos heróis e de como eles lidam com seu dia a dia do que com grandes batalhas.

    A encarnação até ganhou um filme. Entretanto, também foi bastante criticada por fãs, especialmente do primeiro seriado, que a consideraram muito distante da realidade dos personagens e, por muitas vezes, muito boba.

    Ao mesmo tempo, o seriado teve uma recepção mista dos críticos, com alguns o considerando inteligente e divertido na medida certa.

  • Reprodução

    Jovens, mas não titãs

    A animação, cuja terceira temporada também fará parte do novo serviço de streaming da DC, traz alguns personagens conhecidos dos Jovens Titãs, mas em diferentes encarnações.

    Baseada no grupo de heróis dos quadrinhos conhecido como "justiça jovem", a obra segue a trajetória de jovens super-heróis que se unem para combater o mal. O conceito é similar ao dos Jovens Titãs, mas, nos quadrinhos, a nova equipe surgiu depois que os membros dos titãs já eram adultos.

    A série já começa direto com esse time e não faz menção aos titãs. O interessante é que a formação é muito parecida com a formação original dos jovens titãs nos quadrinhos, que foi formado por Aqualad, Kid Flash e Robin. O personagem Mutano, um dos titãs mais famosos, também aparece aqui, mas com suas origens completamente repaginadas --desta vez, ele é o irmão adotivo de Miss Marte.

  • Reprodução

    Mundos sombrios

    A DC também produziu dois filmes em forma de animação para contar outras histórias sobre os Jovens Titãs. "Liga da Justiça vs Jovens Titãs" e "Jovens Titãs: O Contrato de Judas" trouxeram novidades ao universo, a começar pelo tom, visivelmente mais violento e voltado a um público mais adulto.

    Nesta versão, o Robin que passa a integrar a equipe não é o personagem Dick Grayson, mas sim Damian Wayne, o filho de Batman. Figuras como Besouro Azul e Ricardito também passaram a integrar o time. Ciborgue já não faz parte dos Titãs, e sim da Liga da Justiça.

    Ambos os filmes procuraram versões mais soturnas e melancólicas dos personagens, se afastando dos tons de humor apresentados em outras adaptações em animação.

  • Reprodução

    Nos games e além

    O grupo de super-heróis também fez suas aparições no mundo dos games. Uma das mais notórias foi no jogo "Injustice: Gods Among Us" e em sua continuação "Injustice 2".

    Neles, foram apresentadas versões mais sombrias dos personagens. Em um universo distópico no qual existe um racha entre Super-Homem e Batman, os membros do time se dividem. Ravena é tomada pela influência maligna de seu pai Trigon --algo também explorado nos quadrinhos, Ciborgue se torna agressivo, Dick Grayson morre, Mutano desaparece.

    Estelar é a única remanescente do grupo, que faz de tudo para juntar um novo time de titãs com outros jovens super-heróis.

Mais Entretenimento