PUBLICIDADE
Topo

Gostou de "La Casa de Papel"? Então veja essas outras séries espanholas

Cena da série "La Casa de Papel" - Divulgação
Cena da série "La Casa de Papel" Imagem: Divulgação

Natalia Engler

Do UOL, em São Paulo

11/03/2018 04h00

De olho nos espectadores que falam espanhol (não por acaso, a segunda língua mais falada no mundo), a Netflix tem investido cada vez mais em séries produzidas na península Ibérica. A surpresa é que essas produções estão fazendo sucesso em outros cantos, como foi o caso de “La Casa de Papel”, que chegou sem alarde no início de janeiro e acabou virando até fantasia de Carnaval.

E isso porque a série sobre um assalto à Casa da Moeda de Madri nem era novidade: foi lançada na TV local no início de 2017 e reeditada para entrar na plataforma em 2018.

Mas os assaltantes com máscara de Salvador Dalí não estão sozinhos, e tem outras coisas interessantes que hablan español na Netflix. Confira:

  • Divulgação

    El Ministerio del Tiempo

    Exibida na TV espanhola desde 2015, a produção ganhou parceria com a Netflix na terceira temporada. A história gira em torno de um órgão do governo chamado, obviamente, Ministério do Tempo. Ele recruta agentes de diferentes épocas da história para viajar no tempo e impedir que pessoas má-intencionadas usem portais temporais secretos e alterem acontecimentos passados e futuros.

  • Divulgação

    Merlí

    Quase uma "Malhação" mais cabeça e falada em catalão, "Merlí" acompanha o professor de filosofia de mesmo nome, que usa métodos nada ortodoxos para passar os conceitos da disciplina a alunos do Ensino Médio em uma escola pública de Barcelona. Além das aulas, a trama acompanha a vida dos adolescentes e de alguns dos professores, mas o mais interessante é que, em cada episódio, os acontecimentos giram mais ou menos em torno do tema da aula de Merlí.

  • Divulgação

    As Telefonistas

    Mistura de novelão e série da onda de mulheres empoderadas, foi a primeira produção original da Netflix na Espanha. A série se passa no final dos anos 1920 e acompanha Alba/Lidia (Blanca Suárez), moça de origem humilde que teve que se envolver em golpes para sobreviver em Madri e agora é chantageada por um policial corrupto. Ela começa a trabalhar como telefonista e se torna parte de um grupo de amigas com origens e personalidades diferentes, mas que têm em comum o fato de sofrerem com as restrições impostas às mulheres na época, de violência doméstica à dificuldade de garantir sua independência econômica.

  • Divulgação

    Tempos de Guerra

    Mais um novelão daqueles, a produção também se passa nos anos 1920, quando a Espanha está em meio a uma guerra no norte da África e as batalhas sangrentas não cessam de enviar soldados feridos aos hospitais montados na região. É ali que vai parar um grupo de enfermeiras que foge do comum, liderado por nada menos que uma duquesa.

  • Divulgação

    O Tempo entre Costuras

    Será que os espanhóis gostam de produções de época? Baseada no livro homônimo de María Dueñas, essa série se passa nos anos 1930 e acompanha uma costureira que deixa Madri pouco antes da Guerra Civil que coloca Franco no poder, para se instalar no Marrocos com o homem com quem vive uma paixão fulminante. Abandonada por ele grávida e com dívidas, ela acaba sendo descoberta pela dona de um ateliê de alta costura por onde passam inúmeros nomes importantes ligados ao regime, e que oculta atividades que beiram a ilegalidade.