Topo

Geek

Cancelamento de "Punho de Ferro" não é fim da linha para o personagem

Divulgação/Netflix
Colleen (Jessica Henwick) e Danny (Finn Jones) conversam em cena da segunda temporada de "Punho de Ferro" Imagem: Divulgação/Netflix

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

16/10/2018 04h00

Os fãs de "Punho de Ferro" foram pegos de surpresa na última sexta-feira (12), quando um comunicado da Marvel e da Netflix anunciou o cancelamento da série, pouco mais de um mês após a estreia de sua segunda temporada. Danny Rand (Finn Jones) e companhia, no entanto, devem continuar a dar as caras no Universo Cinematográfico da Marvel --e não faltam possibilidades para viabilizar isso.

O comunicado oficial que declarou o fim da série solo do herói foi, ao que parece, propositalmente ambíguo ao dizer que, "enquanto a série na Netflix acabou, o Punho de Ferro imortal continuará vivo"; o texto ainda deixou outra janela aberta ao dizer que a série "não retornará para uma terceira temporada na Netflix".

A ênfase ao citar a plataforma de streaming não parece gratuita. O site Deadline, o primeiro a noticiar o cancelamento, afirma que a Marvel tinha planos para que "Punho de Ferro" continuasse na Netflix, mas já considera "ressuscitar" a série no serviço de streaming que a Disney lançará em 2019.

A companhia do Mickey, vale lembrar, é dona da Marvel Studios, e já anunciou que irá retirar produções de outras plataformas para torná-las exclusivas de seu serviço. Entretanto, as atrações feitas em parceria com a Netflix ("Demolidor", "Jessica Jones", "Luke Cage", "O Justiceiro", "Punho de Ferro" e "Os Defensores") devem permanecer onde estão, visto que foram produzidas em conjunto pelas duas companhias.

Nem a Netflix nem os veículos especializados informaram o motivo por trás do cancelamento de "Punho de Ferro". A gigante do streaming, porém, tem sido notoriamente menos liberal com suas séries nos últimos dois anos, cancelando prontamente aquelas que não dão o retorno esperado, caso de "Sense8" e "Girlboss".

"Punho de Ferro", impiedosamente massacrada pela crítica em seu primeiro ano, ganhou uma nova chance e retornou repaginada com um novo showrunner, Raven Metzner, e um novo coordenador de lutas, Clayton J. Barber. A crítica reagiu positivamente, reconhecendo os avanços da série, mas aparentemente isso não bastou para salvá-la. A Netflix não divulga números de audiência, então não se sabe com exatidão como foi a recepção do público à segunda temporada.

Cancelamentos à parte, o universo Marvel-Netflix continua firme: a terceira temporada de "Demolidor" estreia nesta próxima sexta-feira (19), e a terceira temporada de "Jessica Jones" já está sendo produzida, assim como a segunda de "O Justiceiro". Um novo ano de "Luke Cage" também é dado como certo, segundo o Deadline. E é aí que estão as melhores chances de Danny Rand e Collen Wing (Jessica Henwick), caso eles sigam na Netflix.

Ambos fizeram participações bem-sucedidas --e divertidas-- na segunda temporada da série solo do herói do Harlem, e têm a seu favor o histórico dos quadrinhos, onde Danny e Luke se tornam os "Heróis de Aluguel", e Collen e Misty, as "Filhas do Dragão". A ampliação dessas parcerias tem tudo para render boas histórias, alcançando um equilíbrio entre o misticismo de "Punho de Ferro" e a abordagem mais crua e realista de "Luke Cage".

Por enquanto, a única certeza é que ainda veremos mais de Danny Rand.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!