UOL Entretenimento Flip
 
  • Abraham B. Yehoshua

    Abraham B. Yehoshua, 1936, Jerusalém, Israel

    Com obras traduzidas para 28 línguas, o escritor já teve quatro livros publicados em português. Em 2007, o romance "Five Seasons" foi considerado um dos dez livros mais importantes desde a criação do Estado de Israel.

    Obras: "A Mulher de Jerusalém", "A Noiva Libertada", "Viagem ao Fim do Milênio", "Shiva", "Five Seasons"

  • Alberto da Costa e Silva

    Alberto da Costa e Silva, 1931, São Paulo, Brasil

    Ocupante da cadeira nº 9 da Academia Brasileira de Letras, o diplomata Alberto da Costa e Silva é reconhecido por seu trabalho como africanólogo. Além de vários livros de ensaios, publicou poesias, tendo ganhado, inclusive, o Prêmio Jabuti.

    Obras: "O Quadrado Amarelo", "A Manilha e o Libambo: a África e a Escravidão de 1500 a 1700", "Ao Lado de Vera"

  • Angela Alonso

    Angela Alonso, 1969, São Paulo, Brasil

    Angela Alonso é professora do Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo (USP), fellow da Fundação Guggenheim e visiting fellow da Universidade de Yale. Suas pesquisas e publicações investigam as relações entre cultura, ação coletiva e os movimentos políticos e intelectuais.

    Obras: "Joaquim Nabuco ? os Salões e as Ruas", "Ideias em Movimento: a Geração de 1870 na Crise do Brasil-Império"

  • Azar Nafisi

    Azar Nafisi, 1955, Teerã, Irã

    Azar Nafisi é autora de "Lendo Lolita em Teerã". Traduzido para 32 línguas, o livro ficou por 117 semanas na lista de best-sellers do "The New York Times". Em seu livro mais recente, "O Que Eu Não Contei", lançado este ano no Brasil, a autora investiga as ligações entre o passado de sua família e a conturbada história do Irã.

    Obras: "O Que Eu Não Contei", "Lendo Lolita em Teerã"

  • Beatriz Bracher

    Beatriz Bracher, 1961, São Paulo, Brasil

    Por "Meu Amor", Beatriz Bracher recebeu o Prêmio Clarice Lispector como melhor livro de contos de 2009. Além de escritora, é roteirista de cinema. Trabalhou no longa-metragem "Os Inquilinos", com o qual conquistou o prêmio de melhor roteiro no Festival do Rio 2009.

    Obras: "Meu Amor", "Antonio", "Não Falei", "Azul e Dura"

  • Benjamin Moser

    Benjamin Moser, 1976, Houston, Estados Unidos

    Benjamin Moser é autor de biografia sobre Clarice Lispector que revela, pela primeira vez, aspectos fundamentais na trajetória da escritora. Moser é também tradutor e colunista da "Harper's Magazine" e colaborador do "The New York Review of Books".

    Obras: "Why This World: A Biography of Clarice Lispector", "Clarice,"

  • Berthold Zilly

    Berthold Zilly, 1945, Danndorf / Helmstedt, Alemanha

    Berthold Zilly é professor do Instituto Latino-Americano da Universidade Livre de Berlim. Em 1995 recebeu o mais importante prêmio de tradução da Alemanha por sua tradução de "A Guerra no Sertão", de Euclides da Cunha. Verteu várias obras de escritores brasileiros para o alemão, entre eles Machado de Assis e Lima Barreto.

    Obras: "Facundo - Civilização e Barbárie", "De Sertões, Desertos e Espaços Incivilizados", "Brasil, País do Passado?", "A Guerra no Sertão"

  • Carola Saavedra

    Carola Saavedra, 1973, Santiago do Chile, Chile

    Naturalizada brasileira, Carola Saavedra publicou seu primeiro livro em 2005, "Do Lado de Fora". Mais recentemente, lançou "Toda Terça" (2007) e "Flores Azuis" (2008), pelo qual recebeu o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (Apca) de melhor romance.

    Obras: "Paisagem com Dromedário", "Flores Azuis", "Toda Terça", "Do Lado de Fora"

  • Colum McCann

    Colum McCann, 1965, Dublin, Irlanda

    Colum McCann já foi traduzido para mais de 30 línguas. Seu último trabalho, "Let The Great World Spin", foi considerado pela revista "Esquire" 'o primeiro grande romance sobre 11 de setembro'.

    Obras: "Let The Great World Spin", "Zoli", "Dancer", "This Side of Brightness"

  • Edson Nery da Fonseca

    Edson Nery da Fonseca, 1921, Recife, Brasil

    O biblioteconomista Edson Nery da Fonseca é um dos maiores especialistas do país na obra de Gilberto Freyre, seu amigo por mais de quarenta anos. Organizou reedições de vários livros do sociólogo e, sobre ele, escreveu "Novas Perspectivas em Casa-Grande & Senzala" (1985) e "Em Torno de Gilberto Freyre" (2007).

    Obras: "Em Torno de Gilberto Freyre", "Casa-Grande & Senzala"

  • Fernando Henrique Cardoso

    Fernando Henrique Cardoso, 1931, Rio de Janeiro, Brasil

    Fernando Henrique Cardoso foi presidente do Brasil entre 1995 e 2002. Autor do prefácio da edição mais recente de "Casa-Grande & Senzala" e de diversos textos sobre Gilberto Freyre.

    Obras: "A Arte da Política: a História que Vivi", "O Presidente Segundo o Sociólogo, Entrevista a Roberto Pompeu", "O Mundo em Português, Um Diálogo com Mário Soares", "A Construção da Democracia", "Dependência e Desenvolvimento na América Latina", "Capitalismo e Escravidão no Brasil Meridional: o Negro na Sociedade Escravocrata do Rio Grande do Sul"

  • Ferreira Gullar

    Ferreira Gullar, 1930, São Luís, Brasil

    Autor maranhense é poeta, crítico de arte, biógrafo, tradutor, memorialista, ensaísta e um dos fundadores do neoconcretismo. Após participar do concretismo e neoconcretismo, passa a partir de 1960 a produzir uma poesia engajada. Na TV, colaborou com as novelas "Araponga", "Dona Flor e Seus Dois Maridos" e "Irmãos Coragem". Recebeu o Prêmio Camões em 2010.

    Obras: "A Luta Corporal", "Poema Sujo", "Dentro da Noite Veloz", "O Formigueiro", "Muitas Vozes"

    • Participação na Flip 2010

      07/08 - Sábado, às 17h15.

      Gullar, 80

  • Gilbert Shelton

    Gilbert Shelton, 1940, Houston, Texas

    Ao lado de Robert Crumb, o quadrinista Gilbert Shelton é considerado símbolo da contracultura nos anos 1960. É autor de "The Freak Brothers", sobre um trio de maconheiros imersos em sexo, drogas e rock'n'roll. Radicado em Paris, Shelton está atualmente envolvido na produção de um longa-metragem animado estrelado por eles.

    Obras: "Aventuras do Gato do Fat Freddy", "The Fabulous Furry Freak Brothers", "The Freak Brothers"

  • Hermano Vianna

    Hermano Vianna, 1960, João Pessoa, Brasil

    O antropólogo é autor de "O Mistério do Samba", em que investiga como o samba transformou-se em símbolo da identidade nacional brasileira, e "O Mundo Funk Carioca", que vê nos bailes funk o caminho para lidar com o modo de vida da população carioca de baixa renda.

    Obras: "O Mistério do Samba", "O Mundo Funk Carioca"

  • Isabel Allende

    Isabel Allende, 1942, Lima, Peru

    Jornalista desde os 17 anos, a peruana naturalizada chilena Isabel Allende estreou na literatura com "A Casa dos Espíritos", em que utilizou os manuscritos das cartas que escreveu para seu avô para retratar os fantasmas da ditadura de Augusto Pinochet. A escritora se transformou em um verdadeiro best-seller mundial, com dezoito livros publicados em mais de trinta idiomas.

    Obras: "A Ilha Sob o Mar", "A Soma dos Dias", "A Casa dos Espíritos"

    • Participação na Flip 2010

      05/08 - Quinta-feira, às 17h15.

      Veias Abertas

  • John Makinson

    John Makinson, 1955, Inglaterra

    Formado em inglês e história pela Universidade de Cambridge, Jonh Makinson começou sua vida profissional como jornalista da agência de notícia Reuters e do jornal "The Financial Times". Hoje é CEO de uma tradicional editora britânica.

    Obras:

  • José de Souza Martins

    José de Souza Martins, 1938, São Caetano do Sul, Brasil

    Autor de diversos livros de destaque, o escritor e sociólogo José de Souza Martins ganhou o Prêmio Jabuti de Ciências Humanas, em 1993 - com a obra "Subúrbio" - e em 1994 - com "A Chegada do Estranho". Publicou dezoito livros na carreira.

    Obras: "Fronteira", "A Aparição do Demônio na Fábrica", "A Sociabilidade do Homem Simples", "Sociologia da Fotografia e da Imagem", "A Chegada do Estranho", "Subúrbio"

  • Lionel Shriver

    Lionel Shriver, 1957, Carolina do Norte, Estados Unidos

    Lionel Shriver é autora do romance "We Need to Talk About Kevin", que foi recusado por mais de 30 editoras, mas ganhou o prêmio Orange, no Reino Unido, em 2005. Hoje colabora para os jornais "The Guardian", "New York Times", "Wall Street Journal", "Financial Times" e para o semanário "Economist".

    Obras: "So Much For That", "We Need to Talk About Kevin", "A Perfectly Good Family", "The Female of The Species"

  • Luiz Felipe de Alencastro

    Luiz Felipe de Alencastro, 1946, Itajaí, Brasil

    Luiz Felipe de Alencastro é professor visitante da cátedra de História do Brasil da Universidade de Paris-Sorbonne. Organizador do volume 2, "Império - A Corte e a Modernidade Nacional", da "História da Vida Privada no Brasil", é também colunista do UOL.

    Obras:

  • Maria Lúcia Garcia Pallares-Burke

    Maria Lúcia Garcia Pallares-Burke, 1946, São Paulo, Brasil

    Maria Lúcia vive atualmente na Inglaterra, onde é pesquisadora associada do Centre of Latin American Studies da Universidade de Cambridge. É dela um dos mais importantes estudos sobre o autor de "Casa-Grande & Senzala": "Gilberto Freyre: Um Vitoriano dos Trópicos", vencedor do Prêmio Jabuti de 2006 e do Prêmio da Academia Brasileira de Letras.

    Obras: "Gilberto Freyre: Um Vitoriano dos Trópicos", "Repensando os Trópicos: Um Retrato Intelectual de Gilberto Freyre", "As Muitas Faces da História"

  • Moacyr Scliar

    Moacyr Scliar, 1937, Porto Alegre, Brasil

    Moacyr Scliar tem mais de setenta livros, traduzidos para doze idiomas. Sua obra é marcada pelo flerte com o imaginário fantástico. Em 2003, ele foi eleito para a Academia Brasileira de Letras, tendo recebido antes uma grande quantidade de prêmios como o Jabuti (1988, 1993 e 2009), o da Associação Paulista de Críticos de Arte - Apca (1989) e o Casa de Las Americas (1989).

    Obras: "Histórias de Um Médico em Formação", "O Ciclo Das Águas", "A Estranha Nação de Rafael Mendes", "O Exército de Um Homem Só", "O Centauro no Jardim"

  • Patrícia Melo

    Patrícia Melo, 1963, Assis, Brasil

    Ganhadora do Prêmio Jabuti de 2001, Patrícia escreve thrillers psicológicos e textos para o teatro. Adaptou para o cinema "Bufo & Spallanzani". Seu mais novo romance, "Ladrão de Cadáveres", conta a história do carioca Reizinho, um menino que se torna traficante no morro do Berimbau.

    Obras: "Inferno", "Ladrão de Cadáveres", "Acqua Toffana", "O Matador", "Elogio da Mentira"

  • Pauline Melville

    Pauline Melville, 1948, Guiana

    Pauline Melville tornou-se conhecida pela participação em diversos filmes e séries de TV. Depois, veio o reconhecimento como escritora. Seu primeiro livro, "Shape-Shifter", conquistou o Prêmio Commonwealth Writers. Sua escrita é considerada incisiva, engraçada e original.

    Obras: "Shape-Shifter", "A História do Ventríloquo", "The Migration of Ghosts", "Eating Air"

  • Peter Burke

    Peter Burke, 1937, Stanmore, Inglaterra

    Peter Burke é professor emérito da Universidade de Cambridge. Especialista em Idade Moderna europeia, escreveu mais de trinta livros, muitos deles publicados no Brasil. Em parceria com sua mulher, a brasileira Maria Lúcia Garcia Pallares-Burke, escreveu "Repensando os Trópicos: Um Retrato Intelectual de Gilberto Freyre", obra sobre a vida e o trabalho do sociólogo.

    Obras: "O Que é História Cultural?", "A Fabricação do Rei", "Hibridismo Cultural", "Uma História Social do Conhecimento", "Repensando os Trópicos: Um Retrato Intelectual de Gilberto Freyre", "O Historiador Como Colunista"

  • Reinaldo Moraes

    Reinaldo Moraes, 1950, São Paulo, Brasil

    Reinaldo Moraes é autor de "Pornopopeia", um dos grandes livros da safra mais recente da ficção brasileira. Além disso, escreveu diversos roteiros para a TV.

    Obras: "Pornopopeia", "Tanto Faz", "Abacaxi", "Órbitas dos Caracóis"

  • Ricardo Augusto Benzaquen de Araújo

    Ricardo Augusto Benzaquen de Araújo, 1952, Brasil

    Ricardo Augusto Benzaquen de Araújo é professor titular e pesquisador do Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ) e professor assistente do Departamento de História da PUC-RJ. É autor de "Guerra e Paz: Casa-Grande e Senzala e a Obra de Gilberto Freyre nos Anos 30", vencedor do Prêmio Jabuti de Melhor Ensaio em 1995.

    Obras: "Totalitarismo e Revolução: o Integralismo de Plínio Salgado", "Guerra e Paz: Casa-Grande e Senzala e a Obra de Gilberto Freyre nos Anos 30"

  • Robert Crumb

    Robert Crumb, 1943, Filadélfia, Estados Unidos

    Símbolo da contracultura nos anos 1960, o quadrinista Robert Crumb já adaptou obras de Franz Kafka, Charles Bukowski e Philip K. Dick para os quadrinhos. Ele também colaborou com o roteirista Harvey Pekar, de "O Anti-Herói Americano", nos anos 1970 e foi tema de documentário lançado em 1994 pelo cineasta Terry Zwigoff.

    Obras: "Gênesis", "Blues", "América", "Kafka de Crumb", "Fritz, O Gato", "Mr. Natural", "Mr. Natural Vai Para o Hospício", "Minha Vida"

  • Robert Darnton

    Robert Darnton, 1939, Nova York

    Robert Darnton é historiador formado em Harvard, Estados Unidos, e com doutorado em história na universidade inglesa de Oxford. Especialista em história da França do século 18, seus estudos estão voltados para o Iluminismo e a Revolução Francesa. Em 2007, Darnton assumiu a direção da Biblioteca da Universidade Harvard.

    Obras: "O Grande Massacre de Gatos e Outros Episódios da História Cultural Francesa", "Boemia Literária e Revolução", "O Beijo de Lamourette", "Edição e Sedição", "O Iluminismo Como Negócio", "Os Dentes Falsos de George Washington", "The Case for Books: Past, Present and Future", "Best-sellers Proibidos da França Pré-Revolucionária"

  • Ronaldo Correia de Brito

    Ronaldo Correia de Brito, 1950, Saboeiro, Brasil

    Médico de formação, o autor constrói sua obra a partir do cruzamento do imaginário sertanejo e da cultura popular nordestina com a modernidade. Foi nesse contexto que desenvolveu seu último romance, "Galileia", título vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura em 2009.

    Obras: "Galileia", "As Noites e os Dias", "Faca", "Pavão Misterioso", "Livro dos Homens"

  • Salman Rushdie

    Salman Rushdie, 1947, Mumbai, Índia

    De família muçulmana, Salman Rushdie é formado em história no King's College, em Cambridge. Depois de uma breve carreira como ator, passou a dedicar-se à literatura em 1971. Seu romance "Os Filhos da Meia-Noite" ganhou o Booker Prize em 1981. Já "Os Versos Satânicos" (1988) valeu-lhe uma sentença de morte promulgada pelo aiatolá Khomeini.

    Obras: "Os Filhos da Meia-Noite", "Os Versos Satânicos", "Luka e o Fogo da Vida", "Haroun e o Mar de Histórias"

  • Terry Eagleton

    Terry Eagleton, 1943, Salford, Inglaterra

    O crítico cultural Terry Eagleton já publicou mais de uma dezena de livros e inúmeras resenhas e artigos. Sua obra de maior destaque é "Teoria da Literatura: Uma Introdução", que traça a história do estudo de textos contemporâneos, desde os românticos do século 19 até os autores pós-modernos.

    Obras: "Teoria da Literatura: Uma Introdução", "Reason, Faith, and Revolution: Reflections on the God Debate"

  • Wendy Guerra

    Wendy Guerra, 1970, Havana, Cuba

    Formada em Cinema, Wendy já posou nua para fotos mais de uma vez, sempre alegando que se despiu pela arte. Em 2006, recebeu o prêmio Bruguera por seu primeiro romance, "Todos se Van", escrito a partir dos seus diários. Publicou três livros de poesia e é colaboradora de diversas publicações.

    Obras: "Todos se Van", "Nunca Fui Primeira-Dama", "Platea a Oscuras", "Cabeza Rapada", "Ropa Interior"

  • William Boyd

    William Boyd, 1952, Acra, Gana

    William Boyd já foi crítico de televisão, professor de literatura inglesa na Universidade de Oxford e escreveu diversos roteiros de cinema. Ao todo, o escritor já publicou dez romances, três coletâneas de contos e uma coletânea de textos de não-ficção.

    Obras: "A Good Man in Africa", "Ordinary Thunderstorms"

  • William Kennedy

    William Kennedy, 1928, Albany, Estados Unidos

    Jogadores, políticos, gângsteres e jornalistas, quase todos de origem irlandesa, se misturam e às vezes se confundem na obra do escritor William Kennedy. Autor de mais de dez romances, também escreveu peças de teatro, livros infantis e foi roteirista de filmes. Em 1984, ganhou o prêmio Pulitzer de literatura por "Ironweed"

    Obras: "O Grande Jogo de Billy Phelan", "Ironweed", "O Livro de Daniel Quinn", "Ossos Antigos", "O Ramalhete em Chamas"

Fale com
UOL Entretenimento

Siga UOL Entrete

GUIA DE RESTAURANTES

Mais Guias

Hospedagem: UOL Host