PUBLICIDADE
Topo

Batman - O Retorno! Como Michael Keaton pode salvar o Universo DC no cinema

Roberto Sadovski

Roberto Sadovski é jornalista e crítico de cinema. Por mais de uma década, comandou a revista sobre cinema "SET". Colaborou com a revista inglesa "Empire", além das nacionais "Playboy", "GQ", "Monet", "VIP", "BillBoard", "Lola" e "Contigo". Também dirigiu a redação da revista "Sexy" e escreveu o eBook "Cem Filmes Para Ver e Rever... Sempre".

Colunista do UOL

24/06/2020 17h18

Agora a DC tem minha total atenção: Michael Keaton, o melhor Batman que o cinema já teve, está em negociações para retomar o capuz do Homem-Morcego. A notícia, revelada há alguns dias pelo The Wrap, dá conta que o ator deve aparecer ao lado de Ezra Miller em "The Flash", aventura do corredor escarlate que o estúdio tenta tirar do chão há anos.

O filme, a ser dirigido por Andy Muschietti ("It - A Coisa"), é inspirado pela história em quadrinhos "Ponto de Ignição". Na adaptação para o cinema, Barry Allen (Miller) volta no tempo para impedir o assassinato de sua mãe, criado uma realidade alternativa em que Gotham City é protegida pelo Batman de Michael Keaton, na ativa há mais de três décadas.

batman keaton - Warner - Warner
Michael Keaton em 'Batman - O Retorno'
Imagem: Warner

O conceito do Multiverso é explorado pela DC nos gibis há anos e explodiu nos anos 1980 com a publicação da série "Crise nas Infinitas Terras". A história foi adaptada recentemente nas séries dos heróis da editora na TV - "Arrow", "Supergirl", "Legends of Tomorrow" e "The Flash". Em uma cena, Grant Gustin, o Flash da TV, encontra-se brevemente com Miller, também paramentado como o herói como visto em "Liga da Justiça".

Abraçar universos infinitos seria justamente o pensamento fora da caixa que a DC precisa no cinema. Especialmente depois da tentativa fracassada em seguir o plano da Marvel e seu universo cinematográfico. Ao seguir este caminho, é possível produzir filmes com diferentes visões de mesmos personagens, sem que nada se atropele. O sucesso de "Coringa", que não trouxe nenhuma conexão com outras produções, e a independência de "The Batman", com Robert Pattinson, provam que é uma aposta arriscada porém inteligente.

flash ezra - Warner - Warner
Ezra Miller como o Flash em 'Liga da Justiça'
Imagem: Warner

A cereja no bolo ainda é Michael Keaton retornando como Batman. Seu trabalho nas duas aventuras do Cavaleiro das Trevas dirigidas por Tim Burton abriu espaço para uma nova era de super-heróis no cinema. Seu retorno ao personagem abre possibilidades infinitas para levar outros heróis da DC ao cinema, inclusive mantendo Keaton, que negocia sua participação em múltiplos filmes, como mentor dessa novíssima geração. É sobre isso que eu jogo meus dois centavos na coluna em vídeo da semana.

Roberto Sadovski