Topo

Coluna

Chico Barney

"Homem-Formiga e a Vespa" pode ser o primeiro fracasso da Marvel?

Divulgação
Evangeline Lilly e Paul Rudd em "Homem-Formiga e a Vespa" Imagem: Divulgação
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

25/06/2018 15h35

Faz só alguns meses que a Marvel despejou nos cinemas mundiais dois arrasa-quarteirões absolutamente adoráveis: "Pantera Negra", primeira aventura solo do rei protetor de Wakanda, e "Vingadores: Guerra Infinita", a apoteose da primeira década dos super-heróis mais poderosos do mundo.

Os filmes faturaram um total de quase US$ 3,5 bilhões, isso num espaço de tempo de apenas cinco meses. O investimento da Disney nas produções da Marvel é alto, mas o retorno se provou garantido. Contudo, será que o mundo está preparado para um terceiro filme da turma do Stan Lee em um intervalo tão exíguo?

"Homem-Formiga e a Vespa" é um filme de proporções bem menores que os outros supracitados - e faço esse comentário sem nenhum intuito de me referir às partículas Pym que permitem a variação de tamanho dos heróis. A julgar pelo primeiro filme, trata-se do esforço mais familiar e inofensivo dentre todas as franquias sob o guarda-chuva da Casa das Ideias.

Divulgação
A dupla de "Homem-Formiga e a Vespa" Imagem: Divulgação

Paul Rudd e Evangeline Lilly formam o casal mais água com açúcar da história do cinema. E o lado ridículo do poder dos personagens é tratado com graça e leveza, de maneira que tudo é levado ainda menos a sério do que o Tony Stark de Robert Downey Jr. - então imagina a falta de seriedade.

É difícil conceber a Marvel voltando ao pastelão depois de "Pantera Negra" e "Guerra Infinita". Por mais que tenham momentos de gracejos, sempre ótimos, são filmes mais épicos, com escala nababesca. Apresentar uma comédia romântica logo depois dos acontecimentos recentes pode causar certa frustração na audiência, que talvez não vá com tanta sede ao pote.

Além disso, o mundo está em intensa crise. Não é todo mundo que consegue ir ao cinema tantas vezes por ano. Fico imaginando o nerd bazinga padrão, aquele que vai de mochilinha cheia de gibis ao shopping, gastando seus suados caraminguás com tantos lançamentos. E ainda teve "Deadpool" recentemente, logo estreia "Os Incríveis 2"…

A sorte da Marvel é que provavelmente o público mais fanático economizou a grana do filme sobre Han Solo para investir em "Homem-Formiga e a Vespa". Mas fico na dúvida se vai ser o suficiente para salvar os diminutos heróis do fracasso.

As expectativas para o fim de semana de estreia são bem positivas: espera-se que alcance cerca de US$ 75 milhões, valor razoavelmente superior aos US$ 57 milhões dos primeiros dias do capítulo original de 2015. Longe de mim agourar minha empresa preferida, mas Neymar já provou algumas vezes que a expectativa é a mãe da mais profunda decepção.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!