Topo

Coluna

Chico Barney

Comparada a Grazi e Sabrina, Ana Clara não quer ser lembrada como ex-BBB

Reprodução/Instagram/anaclaraac
Ana Clara, a ex-BBB de maior sucesso nas redes sociais Imagem: Reprodução/Instagram/anaclaraac
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

05/06/2018 12h44

Continuamos acompanhando com afinco a vida de Ana Clara depois do BBB 18. Apesar de ter ficado em terceiro lugar ao lado do pai, bem atrás dos percentuais que conquistaram Kaysar Dadour e Gleici Damasceno, foi a ruiva quem se transformou em fenômeno de popularidade.

O portal GShow costuma dar espaço para personalidades da Globo, normalmente as figuras que rendem mais cliques e ao mesmo tempo atraem o interesse do público em geral. Pois Ana Clara mereceu longa entrevista acompanhada de ensaio fotográfico por lá.

A Coluna Chico Barney foi lembrada, ainda que timidamente, pelo monumental trabalho jornalístico que vem realizando desde o fim do BBB. “Algumas reportagens já especulam, inclusive, que ela pode se tornar a participante do programa mais popular nas redes sociais – só está atrás de Grazi Massafera e Sabrina Sato, que ostentam números em torno de 13 milhões de fãs”, escreveu a repórter em evidente referência a este episódio da nossa coluna.

E é justamente nesse trecho, falando sobre as ex-BBBs que bombam também no Instagram, que surge a declaração mais interessante de Ana Clara. "Elas não são mais lembradas pelo programa, conquistaram o lugar delas no meio artístico e agora são reconhecidas por isso. Vou carregar por mais tempo esse título de ex-BBB, porque é muito recente e ainda não consegui mostrar que sou mais que isso. Seria incrível chegar um dia a ser conhecida como elas, pelo meu trabalho.”

A filha mais querida do Ayrton Papito não para por aí: “O programa é uma porta imensa, tem gente que abre só um pouquinho e tem gente que abre mais. Já eu quero derrubar essa porta!", avisa, passando o trator.

Além das belas imagens produzidas por Adalto Jr e equipe, a entrevista conduzida por Thaís Meinicke traz outras informações de valor: o desejo de trabalhar com uma ONG de alcance nacional, as mais de 45 caixas de ‘recebidos’ que estão atrapalhando a mobilidade em seu apartamento no Rio, a falta de beijo na boca pós-confinamento e muito mais. Vale prestigiar.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Newsletters

Receba por email as principais notícias do UOL sem pagar nada.

Quero receber