Topo

Coluna

Chico Barney

Ex-VJ da MTV reclama de "abandono" no YouTube

Reprodução/Facebook
Gastão Moreira, ex-VJ da MTV Brasil Imagem: Reprodução/Facebook
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

24/05/2018 17h05

Gastão Moreira é uma espécie de arauto do rock’n roll. Para a minha geração, foi um manancial de informações e boas dicas a respeito do gênero, apresentando programas como o Gás Total e o Fúria Metal na finada MTV Brasil. Tempos depois, notabilizou-se pelo trabalho na TV Cultura, abrindo espaço para bandas independentes no Musikaos, e confrontando o reggae gaudério na Atlântida FM com o Gasômetro.

A militância sonora de Gastão tem como palco o YouTube desde 2013, quando fundou o canal Kazagastão, que se anuncia como uma “emissora Rock 'n' Roll que pratica jornalismo musical na contramão da mídia brasileira. De música ruim já deu!”

Mas o ex-VJ está desanimado com a resposta da audiência. Em vídeo publicado nesta quinta-feira, Gastão abriu o coração. “Não tenho entendido direito o que o público espera de um canal de jornalismo musical. A gente tem quase 90 mil inscritos e muitos programas não passam de 20 mil visualizações.”

Muitos youtubers estão reclamando de uma diminuição drástica no alcance dos vídeos na plataforma do Google. Nem todos os inscritos recebem notificações quando conteúdo novo é publicado. E hoje começou um burburinho sobre o possível fim da possibilidade de consumir os canais em ordem cronológica, com a subtração da aba de inscrições.

“Na minha convicção, é o melhor conteúdo que poderia ter, mas tem coisas que broxam o canal, sinceramente”, continuou Gastão, que apresenta diversos formatos no canal. Um dos mais interessantes é o Heavy Lero, onde o jornalista conversa sobre grandes vultos da música mundial com Clemente Nascimento, que entre outras coisas também atua como vocalista das bandas Inocentes e Plebe Rude.

“Eu não entendo, o dia que a gente fizer o Heavy Lero do Led Zeppelin, talvez acabe o canal, as pessoas só querem ver isso”, prosseguiu um atormentado Gastão. A produção independente de conteúdo pode ser bastante frustrante para quem não se arrisca a navegar no mar sereno dos cremes de avelã.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!