Topo

Coluna

Chico Barney

Melhores do Ano: quem merece ganhar a premiação do Faustão?

Divulgação/Globo
Troféu Melhores do Ano do Faustão acontece neste domingo Imagem: Divulgação/Globo
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

10/12/2017 04h00

Uma das mais importantes tradições de fim de ano é o Troféu Melhores do Ano, que premia os integrantes do elenco da Globo que mais se destacaram no decorrer do período. A disputa de 2017 está bem interessante, com talentosos indicados em todas as categorias.

Aproveito o espaço para dar meus pitacos a respeito de quem considero merecedor para levar cada prêmio.

Atriz de Novela
JULIANA PAES

Reprodução/Globo
Imagem: Reprodução/Globo

Senti falta de pelo menos uma indicação para Ísis Valverde, que esteve brilhante como Ritinha em “A Força do Querer”. Era um papel ainda mais cheio de camadas do que a excelente Bibi Perigosa de Juliana Paes, na minha humilde opinião.

Mas fato é que a “baronesa do pó” da ficção virou um desses fenômenos da cultura popular e marcou a carreira da atriz, que fez um trabalho formidável.

Paolla Oliveira começou insegura na pele da policial e lutadora de MMA, acho que durante certo período foi uma de suas piores apresentações na TV. Mas conseguiu reverter a situação ao longo do curso da novela, embora não acho que tenha sido suficiente para indicações a prêmios - em que se pese a importância da personagem para a história.

As outras indicadas:
Letícia Colin
Paolla Oliveira

Ator de Novela
VLADIMIR BRICHTA

Reprodução/Globo
Imagem: Reprodução/Globo

Vladimir é um dos maiores atores do Brasil. Digo isso desde Kubanacan, quando roubou a cena na pele do aparvalhado Enrico. Depois de um tempo sumido dos horários mais populares da televisão, brilhou muito como o roqueiro desgraçado das ideias protagonista de Rockstory.

Os outros indicados:
Marco Pigossi

Cantor
LUAN SANTANA

Reprodução/Globo
Imagem: Reprodução/Globo


Apesar das decisões estéticas mais estapafúrdias da música pop atual, Luan Santana é imbatível. Safadão brilhou muito, mas não mostrou fôlego para ir além do que já fazia. Parece que será uma coqueluche severa, mas passageira. E Nego do Borel, apesar do sucesso gigantesco, ainda parece uma promessa.

Luan está plenamente estabelecido e vivendo o auge há bastante tempo. Suas últimas músicas tiveram uma guinada mais abrangente, para fugir do estereótipo sertanejo. Costuma ser uma transição complicada, mas os primeiros sinais são promissores.

Os outros indicados:
Nego do Borel
Safadão
Rodrigo Lombardi

Comédia
WELDER RODRIGUES

Caiuá Franco/TV Globo
Imagem: Caiuá Franco/TV Globo


O eterno Jajá finalmente recebendo o merecido reconhecimento pelos excelentes serviços prestados ao combalido povo brasileiro. O guerreiro dá espetáculo nas curtas temporadas do Tá no Ar e depois passa o resto do ano garantindo os únicos esboços de risada do Zorra.

Lucas Veloso é bom, mas não considero o tal “Didico” do remake dos Trapalhões relevante a ponto de levar alguma premiação. Talvez seja beneficiado pela paixão das torcidas na Dança dos Famosos. E o Adnet é outro que brilha no Tá no Ar e depois passa algumas outras semanas constrangendo a família brasileira com seu projeto paralelo, o confuso Adnight. É Welder na cabeça!

Os outros indicados:
Lucas Veloso
Marcelo Adnet

Ator Coadjuvante
EMÍLIO DANTAS

Divulgação/Globo
Imagem: Divulgação/Globo


Rubinho era um canalha de marca maior. Mas foi muito bem defendido por Emílio Dantas, que deu algum grau de dignidade para a história do marido responsável pela espiral decadente de Bibi Perigosa no mundo do crime.

Os outros indicados:
Dan Stulbach
Guilherme Piva


Ator / Atriz Mirim
DRICO ALVES

Divulgação/Globo
Imagem: Divulgação/Globo

O moleque passou meses fantasiado de Goku no horário nobre da Globo. E ainda sobreviveu ao famigerado desafio da Baleia Azul. Entreguem a chave da cidade para ele.

Os outros indicados:
João Bravo
Mel Maia

Personagem do Ano
ABEL - TONICO PEREIRA

Reprodução/Globo
Imagem: Reprodução/Globo


Não vejo muito sentido nessa categoria. Apesar do talento de Lilia Cabral, o drama da Silvana era repetitivo e ficou parecendo uma esquete depressiva do antigo Zorra Total, onde os acontecimentos eram sempre iguais. E o Humberto Martins não chegou a fazer qualquer coisa relevante em “A Força do Querer”.

Assim sendo, é quase como se o grande Tonico Pereira ganhasse por W.O., muito embora o tal Abel não fosse nada de extraordinário.

Os outros indicados:
Silvana - Lilia Cabral
Eurico - Humberto Martins

Atriz Coadjuvante
ELIZANGELA

Divulgação/Globo
Imagem: Divulgação/Globo


Juliana Paes emanou uma energia tão poderosa em “A Força do Querer” que todos os seus coadjuvantes foram beneficiados. Inclusive acredito que Elizangela deveria ser oficializada como a mãe de Juliana em todas as produções audiovisuais daqui por diante.

As outras indicadas:
Zezé Polessa
Débora Falabella

Música do Ano
“K.O.” - PABLLO VITTAR

Divulgação
Imagem: Divulgação


“Paradinha” é uma música muito importante. Foi a porta de entrada para a dominação mundial de Anitta, que teve um ano glorioso. Mas não chega a ser o melhor lançamento da cantora em 2017.

Já “Trem Bala” é um desses sucessos que me escapam completamente. Como pode alguém realmente gostar daquilo?

O que nos leva até “K.O.”, um forrozão do futuro pós-apocalíptico em que vivemos. O arrasa-quarteirão sacolejante fez do Brasil um lugar menos inóspito e certamente merece o título de música do ano.

As outras indicadas:
“Paradinha” - Anitta
“Trem Bala” - Ana Vilela


Atriz de Série
JULIA DALAVIA

Divulgação/Globo
Imagem: Divulgação/Globo


Julia Dalavia, anotem aí, é a próxima grande sensação da teledramaturgia brasileira. Vem de uma sequência importante de trabalhos mais “cabeça”, como a bem sucedida “Justiça” e o clamoroso desastre que foi “Os dias eram assim”, mas agora deve ganhar nova projeção graças a participação em “O outro lado do paraíso”.

As concorrentes ao título são excelentes atrizes, duas das melhores do elenco global, mas creio que vem exagerando numa afetação que pode até impressionar a torcida, mas dificilmente resulta em gol.

As outras indicadas:
Marjorie Estiano
Sophie Charlotte


Jornalismo
RENATA VASCONCELLOS

Reprodução/TV Globo
Imagem: Reprodução/TV Globo


Renata Vasconcellos consegue misturar simpatia, elegância e seriedade na apresentação do Jornal Nacional. É a melhor leitora de notícias do programa em muitos anos. O reconhecimento seria mais do que justo.

Annenberg é um patrimônio vespertino da TV e segue fazendo um trabalho notável. Já Bonner parece viver uma certa crise de identidade. Mas quem não está em crise, está mal informado.

Senti falta de uma variedade maior nessa categoria. Cadê Mari Palma, Mariana Ferrão, Monalisa Perrone e Michelle Barros, por exemplo? Deixo a pergunta no ar.

Os outros indicados:
Sandra Annenberg
William Bonner

Ator Revelação
JONATHAN AZEVEDO

Reprodução/GShow
Imagem: Reprodução/GShow


O talentoso Sabiá roubou a cena na novela e deve ganhar cada vez mais espaço na Globo.

Os outros indicados:
Silvero Pereira
João Vicente Castro

Atriz Revelação
CAROL DUARTE

Reprodução/Globo
Imagem: Reprodução/Globo


Carol defendeu com muito talento o difícil papel de Ivana / Ivan. Esteve no centro dos debates da sociedade brasileira durante a maior parte do ano e conseguiu construir um belíssimo resultado. Nem mesmo a curiosa voz de Robocop que incluíram digitalmente para ilustrar os efeitos do tratamento hormonal conseguiu atrapalhar.

As outras candidatas:
Vitória Strada
Karla Karenina

Ator de Série
LÁZARO RAMOS

Caiuá Franco/Divulgação/TV Globo
Imagem: Caiuá Franco/Divulgação/TV Globo


Mr. Brau é um fenômeno silencioso na tela da Globo. Repercute pouco na internet e na imprensa, mas tem um alcance genial. Lazáro, assim como Thaís Araújo, vem fazendo história com uma importante sequência de excelentes serviços ao entretenimento nacional.

Os outros candidatos:
Júlio Andrade
Renato Góes

Cantora
ANITTA

Manuela Scarpa e Rafael Cusato/Brazil News
Imagem: Manuela Scarpa e Rafael Cusato/Brazil News


Ninguém foi mais importante que Anitta para a cultura popular brasileira neste ano. E já estamos todos ansiosos para saber o que vai acontecer em 2018, onde provavelmente ela terá a mesma relevância na cultura popular de todo o Ocidente.

Ivete Sangalo também anda sofrendo uma crise de identidade, na minha humilde opinião. Surfando diferentes ondas com músicas cada vez mais descartáveis. É pouco para uma figura tão fundamental no panteão do nosso showbiz. E Marília Mendonça é incrível, mas não acho que 2017 tenha sido mais relevante para ela do que 2016. Simone & Simaria mereciam um espaço nessa lista.

As outras indicadas:
Marília Mendonça
Ivete Sangalo

***

Agora resta saber se o Brasil concorda comigo. Imprima essa coluna e acompanhe o Domingão do Faustão de hoje como se fosse um bingo. A cada acerto meu, você pode tomar um shot de Cinzano. Voltamos a qualquer momento com novas informações.