Coluna

Chico Barney

Não existe ninguém mais importante para a sociedade do que Faustão

TV Globo/Zé Paulo Cardeal
Fausto Silva: Um herói nacional merece reconhecimento Imagem: TV Globo/Zé Paulo Cardeal
Reprodução
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

14/11/2017 04h00

Não existe ninguém mais importante para a sociedade brasileira do que Fausto Silva. A influência do apresentador vai muito além da sua importância nos domingos da Globo -trata-se de um fundamental vetor para tendências de comportamento, consumo e pensamento.

Somos os sortudos habitantes de uma Faustocracia. A Coluna Chico Barney fez um intenso levantamento a respeito da abrangência dos tentáculos do Faustão:

Reprodução
Imagem: Reprodução
Camisa polo, relógios desproporcionais e jaquetaças

Todo mundo tem um tio que se veste como o Faustão. Boa parte dos meus amigos já estão começando a se vestir como o Faustão. De norte a sul do país, Silva é um ícone fashion da vida real. Não estampa campanhas de moda, mas suas estampas fazem a moda do brasileiro comum.

Pizza, tradição italiana importada para o Brasil

Nem mesmo o empenho de franquias bilionárias como a Pizza Hut e a Domino’s, sequer os restaurantes de bairro espalhados por São Paulo, foram capazes de popularizar o saboroso prato italiano no país. A “Pizza do Faustão” se tornou um evento tão prestigioso quanto as melhores festas do Oscar, e todo mundo que quer ser alguém na vida pública sonha em receber um convite.

Videocassetadas, gênero popular na TV e bombando na internet

Nossos aparelhos de celular estão com pouco espaço de memória graças à infinidade de vídeos com gente se dando mal que os amigos enviam por WhatsApp. Faustão inventou a mania muito antes do brasileiro ter até mesmo telefone fixo em casa. As Videocassetadas educaram o povo desde 1989 para as maravilhas da tecnologia do século 21.

Pentelho, cunhado, “errrrou” e outras palavras popularizadas pelo apresentador

É muito difícil passar um dia inteiro sem proferir ao menos um dos bordões criados pela mente inquieta de Fausto Silva. Desde o “errrrrou”, transformado em meme por crianças que provavelmente jamais assistiram ao Domingão, até termos técnicos como “cunhado”, que ninguém se importaria em nomear se não fosse a insistência do apresentador. Sem contar a quantidade de crianças dos anos 90 que falavam “pentelho” sem fazer a menor ideia do conceito por trás de um pêlo pubiano.

Ressignificou as “câmeras escondidas”

Silvio Santos sempre foi um ícone no quesito “câmera escondida”, mas foi Faustão quem empacotou o formato no apagar das luzes do século 20. As Pegadinhas do Faustão ensinaram toda uma geração a não confiar em estranhos, e até hoje o termo é popular, apesar das tentativas do Sérgio Mallandro de surfar essa onda.

Reprodução
Imagem: Reprodução
Pioneiro na exaltação da vida particular dos artistas

O Arquivo Confidencial é a mais segura porta de entrada para a vida das celebridades. Faustão humanizou os protagonistas da nossa cultura popular de uma forma que ainda assim os distanciasse do cidadão comum. “Vejam como eles são espetacularmente normais, de um jeito que jamais conseguiremos ser” é o que parece gritar cada novo episódio da atração.

Tradução simultânea

Uma das profissões mais importantes da atualidade, a de tradutora simultânea, atingiu popularidade graças ao respeito que Faustão tem pela atividade. Em que outro lugar do mundo temos um telão apenas para mostrar Monika Pecegueiro do Amaral dublando artistas gringos ao vivo?

Colocou um ponto final na longa hegemonia de Silvio Santos aos domingos

Silvio Santos até hoje é um sucesso aos domingos, mas teve que se contentar com o segundo lugar no Ibope após muitos anos na liderança. Isso graças ao impacto que Faustão, egresso do Perdidos na Noite na TV Bandeirantes, teve em nossas vidas.

Depois de anos de playback, valorizou apresentações ao vivo na TV aberta

Também egresso do Perdidos, o bordão “quem sabe faz ao vivo” se tornou um lugar comum para que as pessoas comuniquem a necessidade de excelência na execução de uma tarefa. Você é bom no que faz? Quem sabe faz ao vivo!

Reprodução/TV Globo
Imagem: Reprodução/TV Globo
Inventou o rap no Brasil com Sergio Mallandro

Por mais que a gente goste dos Racionais MCs, aplauda o sucesso de Emicida e tenha saudades do flow de Sabotage, o grande pioneiro do rap nacional foi Faustão. O “Rap do Ovo” foi trilha sonora do filme “Inspetor Faustão e o Mallandro”, pepita do cinema tupiniquim que a internet simplesmente não nos deixa esquecer. A faixa foi a estreia do gênero nas paradas musicais mais populares.

Inventou os palavrões ao vivo

Dercy Gonçalves era a única artista com algum aval para usar de um palavreado pouco familiar na TV brasileira. Mas o estilo bonachão de Fausto Silva fez com que ninguém mais ficasse ruborizado ao ouvir “porra”, “puta merda” e quetais na sala de casa nos domingos à tarde. Acabou virando tendência, com a irrefreável disposição de participantes de reality show repetindo inconscientemente a baderna nas transmissões ao vivo.

Reprodução
Imagem: Reprodução
Lançou Sheila Mello

O conjunto musical “É o Tchan” foi uma das coisas mais importantes que aconteceram no Brasil depois da queda do muro de Berlim. Quando Carla Perez aproveitou o enorme sucesso que estava fazendo para largar o grupo em busca de novas oportunidades profissionais, o povo segurou a respiração. Seríamos capazes de superar tal ausência enquanto nação? Graças ao tino comercial de Faustão, criou-se a mais impactante eleição de todos os tempos. O concurso para encontrar a Nova Loira do Tchan comoveu uma geração. E fomos agraciados com o surgimento de Sheila Mello, provavelmente na última oportunidade em que soubemos valorizar o voto.

Lançou atrizes como Flávia Alessandra, Adriana Esteves e Gabriela Duarte

Além da fundamental plataforma de lançamento da espaçonave Sheila Mello, outros quadros do Faustão também foram responsáveis pelo promissor começo de carreira de atrizes que hoje figuram no primeiro escalão do showbiz latino-americano. E também a Gabriela Duarte.

Divulgação
Imagem: Divulgação
Acendeu a paixão do brasileiro pelo balé e a dança

O brasileiro só conhecia Ana Botafogo e Carlinhos de Jesus quando o assunto era dança. Faustão ampliou nosso entendimento sobre tão interessante universo, apresentando à nação profissionais admiráveis como Tainá Grando, Ana Paula Guedes, Gabe Cardoso, Lari Parison e grande elenco.

Popularizou o caminhão durante os anos FHC e o avião durante os governos PT

O caminhão era uma instituição nacional durante os anos 90, graças a novelas rurais e sobretudo às promoções do Caminhão do Faustão, que fez a economia girar mesmo durante a crise dos Tigres Asiáticos. Nos anos Lula, um caminhão já não era mais suficiente para transbordar os desejos da nova classe média, trazendo à tona o inesquecível Avião do Faustão. Agora na Era Temer, estamos esperando um Veleiro do Faustão para nos levar de volta à terra firme.

Mantém viva a memória do showbiz brasileiro

Ninguém respeita mais os artistas e as obras que fizeram a história da cultura nacional. Faustão ressuscita carreiras com o “Ding Dong”, recupera do ostracismo amigos queridos com a “Dança dos Famosos” e relembra importantes nomes sempre que possível, seja por meio dos anúncios de livros e discos na “Prateleira do Faustão” ou fazendo generosos discursos homenageando colegas falecidos. É a sensibilidade misturada com responsabilidade de um visionário que olha para o passado no intuito de nos fazer entender o futuro.

Reprodução
Imagem: Reprodução
Salvou a vida de Rafael Ilha

Rafael Ilha revelou que Faustão foi o responsável pelo seu resgate do mundo das drogas. “Faustão salvou minha vida”, chegou a afirmar o ex-Polegar. Pois saibam que Faustão salvou todos nós.

Aline Riscado, embaixadora da Itaipava

A influência de Faustão no mercado publicitário vai muito além da própria estima que as marcas tem por ele. Aline Riscado deixou de ser bailarina do Faustão quando Miele foi afastado da “Dança dos Famosos”, mas de maneira alguma entrou no ostracismo. Hoje é uma das artistas com maior tempo de tela na programação da TV, encabeçando uma robusta campanha para a Itaipava que já entra em sua terceira temporada, para a sorte dos telespectadores.

Encontro com Fátima Bernardes

É o mais eloquente lobista da Rede Globo. Convenceu Fátima Bernardes a apresentar um programa de variedades com o mesmo brilho que convenceu a emissora a exibi-lo.

Reprodução/TV Globo
Imagem: Reprodução/TV Globo
Um mestre do perdão

A família Marinho ficou com o ego tremendamente ferido quando Tom Cavalcante largou um contrato em andamento por conta de uma melhor oportunidade na Record, que na época ainda esboçava algum perigo à Globo. Faustão precisou da ajuda de Roberto Carlos, além dos efeitos medicinais do tempo, para fazer o humorista ser aceito de volta. Mas conseguiu!

Ligação de Temer

Indignado com a reforma do ensino médio, Faustão soltou o verbo contra Temer. Teve resposta do próprio presidente, que ligou pedindo desculpas e prometendo melhorar (brincadeira, mas teve uma ligação e o governo fez as pazes com o embaixador do Brasil no Brasil).

Leonor Correa, autora do sucesso ‘Carinha de Anjo’ no SBT

Será que o sucesso é uma característica genética? Não bastasse ser o mais relevante ser humano da atualidade, Faustão ainda tem uma irmã que está bombando há décadas na TV. Dirigiu programas de auditório, apresentou um vespertino muito interessante e agora Leonor Correa passou a brilhar também como autora de novelas. Os quatrocentos mil capítulos de Carinha de Anjo não nos deixam mentir.

Representante da classe

Despindo-nos de qualquer avaliação moral e ética sobre o tema, o fato é que “Faustão”, “Faustinho” e “Prima do Faustão” tornaram-se sinônimos para pessoas com maior incidência de gordura abdominal, na qual me incluo com satisfação. Houve quem tratasse o tema com carinho, também houve quem fizesse isso para projetar suas frustrações em torno do que é diferente. Independente do caso, é mais uma prova irrefutável da relevância do nosso herói.

Greg Salibian/Folhapress
Imagem: Greg Salibian/Folhapress
Um dos primeiros veículos a falar de comida japonesa

É seguro afirmar que o famigerado sushi não gozava de muita popularidade nos anos 90. Ainda era visto como uma iguaria exótica, restrita a uma determinada classe social. Bastou Faustão colocar uma moça seminua, coberta apenas por sashimis e niguiris, para que a comida japonesa se tornasse uma verdadeira febre que persiste até hoje.

Acabou com o site EGO

O grande hub de picuinhas sobre celebridades de todas as estirpes teve seu fim declarado, para a celebração dos artistas da Globo e intenso lamento da Mulher-Melão. Faustão foi o mais eloquente porta-voz sobre o caso: “Só tinha fofoca e aí tiraram aquela porra de EGO!”

Mesada para fãs estudarem

Deprimido com a vida de seus fãs, que há tempos perseguiam sua ilustre presença pelos corredores da Globo na Berrini, Faustão resolveu se livrar da turminha com uma boa ação. Concedeu mesadas aos feras, que assim poderão ter perspectivas mais iluminadas em suas vidas. É a visão humanista de Fausto Silva, criando futuros consumidores para as marcas que anuncia.

Fez André Marques virar apresentador

O eterno Mocotó encontrava-se sem maiores perspectivas como ator quando Faustão lhe sugeriu o caminho das pedras. Depois de muitos anos apresentando uma ótima fase do Video Show, Marques hoje é responsável pela versão infantil do The Voice, compondo importante dobradinha dominical com seu guru.

Fez Ana Hickman virar apresentadora

O estilo de apresentar programas como se fosse uma comissária de bordo dando dicas de segurança caso o avião caia só existe por causa do Faustão. Foi ele quem sugeriu que Ana Hickman se tornasse apresentadora. Para a sorte dele, que durante algum tempo concorreu com Ana nos domingos da Record, até ela ser removida para as manhãs de dias da semana.

Reprodução
Imagem: Reprodução
Pioneiro na bariátrica

André Marques teve uma guinada profissional motivada por Faustão, e depois teve uma transformação de vida. Faustão foi um bem sucedido garoto-propaganda da cirurgia bariátrica durante certo período, influenciando artistas como o eterno Mocotó e também Leandro Hassum a entrarem na faca. Atualmente o trio está entre os mais proeminentes ideais de beleza masculina, transformando a cirurgia em uma coqueluche.

Creio que sejam evidências suficientes para que o amigo leitor concorde que a importância de Faustão não pode ser subestimada. Vida longa ao grande herói dos domingos brasileiros.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Topo