Coluna

Chico Barney

"Fã número 1" dos Trapalhões reclama de remake e acusa Didi Mocó

Reprodução
Carlos Dias ao lado do elenco de "Os Trapalhões" Imagem: Reprodução
Reprodução
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

05/11/2017 04h00

Carlos Dias ganhou certa fama ao ser laureado em rede nacional como o “fã número 1” dos Trapalhões”, durante curioso discurso promovido por Dedé Santana em algum momento dos loucos anos 80.

O jovem de Campinas ostentava bugigangas e badulaques sobre Didi, Dedé, Mussum e Zacarias que nem mesmo o quarteto possuía. Um verdadeiro feito em uma época com menos possibilidades de trocas entre fãs e mesmo de acesso a produtos licenciados.

Com o tempo, Dias se tornou não só produtor de shows dos Trapalhões pelo Brasil adentro, mas também um grande amigo pessoal de Mauro Faccio Gonçalves, o Zacarias original.

Mas o amor pelo grupo logo virou rancor e ressentimento. Ao ver como as salsichas do showbiz são feitas. Carlos Dias parece ter se frustrado bastante. Reclama de uma falta de humanidade por parte de Renato Aragão, inclusive por conta de supostas ausências em velórios de outros decanos do circo brasileiro, como Beto Carreiro.

A maior tristeza veio com o recente lançamento do remake de Os Trapalhões. O ex-fã número 1 acredita que a única homenagem possível à trupe original seria em um formato bem diferente do proposto pela nova produção. A ideia de Carlos seria acomodar Didi e Dedé confortavelmente em um estúdio, enquanto comentavam os quadros originais que fascinaram a nação entre os anos 70 e 90. Provavelmente sairia todo mundo preso se alguns episódios daquela época fossem exibidos sem cortes na TV aberta.

Dias considera desrespeitoso ver os Trapalhões sobreviventes interagindo com os reboots de Mussum, Zacarias e Tião Macalé. Confesso que compartilho apenas do desgosto por ver que chamaram outro cara para fazer o Sargento Pincel, enquanto o original continua vivão por aí.

Há quem concorde e há quem lamente pelos comentários duros do cidadão. De minha parte, posso afirmar que considerei a nova versão dos Trapalhões um feliz acerto por parte da Globo, até porque o programa termina antes mesmo do meu horário de despertar aos domingos.

Você pode acompanhar a fúria de Carlos Dias no vídeo publicado no final de setembro no YouTube.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Topo